Connect with us

Cidades

Jaqueline Cassol defende produtores de leite e cobra solução do Governo

Publicado

on

De acordo com alguns produtores, as indústrias de laticínios do estado baixaram o valor pago pelo produto de um preço médio de R$ 2,20 para R$ 1,20 sem que os produtores fossem avisados previamente.

“Existe a lei estadual nº 3.571 de 2015, que obriga as empresas de beneficiamento e comércio de laticínios, a informarem ao produtor de leite o valor mínimo a ser pago pelo litro do produto, até o penúltimo dia útil do mês, mas em Rondônia isso não acontece, a lei não é cumprida”, disse a deputada.

Rondônia é o maior produtor de leite da Região Norte e o que recebe o menor valor pelo litro de leite. São cerca de 28 mil produtores responsáveis pela entrega de mais de 1,6 milhão de litros de leite por dia. José Batista de Araújo é um desses produtores. Ele atua na região de Nova Mamoré e assim como os demais, tem sofrido pela baixa do valor pago pelo leite.

“Nós estamos sendo tratados como bandidos. A Polícia Militar tem escoltado os caminhões dos laticínios para entrarem nas propriedades rurais e levarem nosso leite por preços baixíssimos. Nós não somos bandidos, somos trabalhadores lutando para que nosso produto seja vendido por preço justo” reivindicou o produtor.

Euclides Sérgio Neto, também faz parte da cadeia do leite e mora em Costa Marques. A situação de conflito por lá é preocupante. Ele afirma que o valor justo a ser pago pelo litro de leite seria R$ 2, mas entende que por causa da pandemia houve uma queda na venda do produto.

“Nós estamos abertos a negociação. Caso os laticínios paguem R$ 1,70 pelo litro do leite, a gente volta a trabalhar e esse valor vai aumentando aos poucos. Nós não queremos ficar parados, temos nossos compromissos, mas também não podemos aceitar que paguem o valor que eles querem”, desabafou Euclides.

Discurso

Durante o discurso em plenário, na última terça-feira (13), a deputada defendeu os produtores de leite de Rondônia e cobrou do Governo do Estado, um posicionamento sobre a crise enfrentada pelos pecuaristas e ações para resolver a queda brusca do preço do leite.

“Fico revoltada com o tratamento que esses trabalhadores têm recebido por parte do Governo do Estado. São produtores que acordam antes do sol nascer para garantir o sustento de muitas famílias, eles merecem o nosso respeito. O governador precisa se posicionar, intermediar um acordo entre os produtores e os laticínios e definir esse valor a ser pago. O que não pode é deixar que o setor leiteiro seja prejudicado como está sendo”, alertou. “O governador precisa tomar uma atitude para resolver essa crise e eu estou disposta a contribuir com ideias para ajudar o nosso produtor”, afirmou.

Na sexta-feira (16) a deputada participará de uma audiência na Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) em Brasília (DF) e está tentando marcar uma reunião com representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para buscar alternativas para resolver o problema.

Fonte:Assessoria

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Direitos Reservados © 2020 De Fato Rondônia, Por Anderson Leviski

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
WhatsApp Fale via: WhatsApp