Connect with us

Saúde

Técnica de enfermagem morre de covid dias após ter tomado a 1ª dose da vacina

A técnica de enfermagem Nair de Fátima Silva, de 50 anos, morreu na sexta-feira (19) vítima da Covid-19. A profissional da Saúde já havia recebido a 1ª dose da vacina contra a doença, no entanto, não chegou a tomar a 2ª dose do imunizante. Nair trabalhava no Hospital Universitário de Londrina, localizado no norte do…

Publicado

on

Técnica de enfermagem morre de covid dias após ter tomado a 1ª dose da vacina

A técnica de enfermagem Nair de Fátima Silva, de 50 anos, morreu na sexta-feira (19) vítima da Covid-19. A profissional da Saúde já havia recebido a 1ª dose da vacina contra a doença, no entanto, não chegou a tomar a 2ª dose do imunizante. Nair trabalhava no Hospital Universitário de Londrina, localizado no norte do Paraná, e estava na unidade de saúde há 26 anos.

No dia 21 de janeiro, a técnica de enfermagem recebeu a primeira dose da vacina, no entanto, não teve como receber a segunda dose do imunizante, que deveria ser aplicada esta semana, isso porque ela já estava infectada com a Covid-19.

Atualmente, o Brasil segue um calendário de vacinação com duas vacinas desenvolvidas contra o coronavírus. Uma delas é a CoronaVac, que foi desenvolvida por um laboratório chinês em parceria com o Instituto Butantan, e a outra é a AstraZeneca desenvolvida pela Universidade de Oxford.

Após a morte da profissional de saúde, não foi divulgado quais das duas vacinas foi usada em sua imunização.

Campanha de vacinação é interrompida em vários estados

A vacina foi uma notícia excelente para os milhões de brasileiros que já vivem há mais de um ano em isolamento e tomando as medidas sanitárias aconselhadas pelos órgãos de Saúde. Contudo, diversos estados estão tendo que suspender seus calendários de vacinação devido à falta de doses do imunizante.

Entre os estados brasileiros que já suspenderam a vacina estão Salvador, Cuiabá, Rio, Curitiba, Fortaleza e Campo Grande.

No entanto, vale lembrar que em todos os casos a suspensão foi realizada apenas para quem ainda não tomou nenhuma dose do imunizante.

Médico morre de Covid-19 após tomar 1º dose de vacina

O médico Fernando Ramalho Diniz, que atuava como diretor do Hospital Santa Isabel, no município de João Pessoa, localizado no Paraíba, morreu vítima de um AVC (Acidente Vascular Cerebral) causado por complicações da covid-19.

O profissional da Saúde já havia tomado a 1ª dose do imunizante CoronaVac no dia 20 de janeiro.

Fernando morreu no dia 13 de fevereiro, por isso, não chegou a tomar a 2ª dose da vacina, já que a previsão de vacinação dos profissionais do Hospital onde ele trabalhava estava prevista para os dias 15 e 16 de fevereiro.

No entanto, vale ressaltar que o fato de o médico ter morrido após tomar a 1ª dose do imunizante não significa que a CoronaVac não funciona.

Cientistas procurados pelo Comprova voltam a reiterar que a vacina chinesa necessita de uma segunda dose e, mesmo após a devida vacinação, ainda é necessário continuar tomando as medidas cabíveis, isso até que seja realizada a imunização coletiva. Diante disso, fica claro que Fernando precisava ainda de uma dose para estar protegido do vírus.

Não perca a nossa página no Facebook!

© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS







Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Direitos Reservados © 2020 De Fato Rondônia, Por Anderson Leviski

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
WhatsApp Fale via: WhatsApp