Connect with us

Política

Itamaraty diz que resposta da China a Eduardo Bolsonaro é “ofensiva”

O Ministério das Relações Exteriores enviou, na última 4ª feira (25.nov.2020), uma nota à Embaixada da China, em réplica à resposta do país a mensagens postadas nas redes sociais pelo deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).O filho do presidente Jair Bolsonaro publicou, em 23 de novembro de 2020, que o governo brasileiro declarou apoio à aliança norte-americana…

Publicado

on

Itamaraty diz que resposta da China a Eduardo Bolsonaro é “ofensiva”

O Ministério das Relações Exteriores enviou, na última 4ª feira (25.nov.2020), uma nota à Embaixada da China, em réplica à resposta do país a mensagens postadas nas redes sociais pelo deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

O filho do presidente Jair Bolsonaro publicou, em 23 de novembro de 2020, que o governo brasileiro declarou apoio à aliança norte-americana para ter o que chamou de “5G seguro” e “sem espionagem da China”.

A Embaixada da China no Brasil se pronunciou no dia seguinte, e chamou de “infundadas” as insinuações do deputado. A mensagem ainda contém ameaça de “consequências negativas” a quem perturbasse a parceria China-Brasil.

Em resposta, o Itamaraty diz que “o tratamento de temas de interesse comum por parte de agentes diplomáticos da República Popular da China no Brasil através das redes sociais não é construtivo”.

O governo afirma que o tom da resposta da embaixada às declarações do congressista foi “ofensivo“. “O tom e conteúdo ofensivo e desrespeitoso da referida ‘Declaração’ prejudica a imagem da China junto à opinião pública brasileira“, diz a nota.

Ainda, o Itamaraty diz que é “altamente inadequado” que a Embaixada da China se pronuncie sobre as relações do Brasil com outros países.

Continuar lendo

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Direitos Reservados © 2020 De Fato Rondônia, Por Anderson Leviski

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
WhatsApp Fale via: WhatsApp