Connect with us

Visão de Fato

Visão de Fato – 19 de Outubro de 2020

Publicado

on

As pesquisas das ruas mostram a real popularidade de Bolsonaro.

Na última eleição, em 2018, as pesquisas erraram feio em muitos estados importantes, tanto para governador quanto para senador. Eles não vão nos enganar pela segunda vez, como fizeram na primeira.

Temos que confiar no que a gente vê no dia a dia. Como aconteceu na sexta-feira (16), quando Bolsonaro parou a Via Dutra.

Ele seguia para a Academia Militar das Agulhas Negras . A cada 20 veículos, 19 saudavam o presidente. Essa é a melhor pesquisa.

O presidente falou em seu discurso para os cadetes que eles serão os guardiões da liberdade. Ele citou várias vezes a liberdade, um dos bens mais preciosos de uma democracia.

As nossas liberdades são atingidas quando invadem nossa propriedade, quando o direito de ir e vir é dificultado ou quando tentam tirar nossa liberdade de expressão.

Precisamos estar sempre alertas, senão viramos uma Venezuela ou uma Cuba. Bolsonaro saiu da Aman e foi a São José dos Campos para embarcar no avião.

Durante o percurso passou por Caçapava (SP), lá entrou em uma das padarias mais tradicionais do município.

Também em Caçapava, o presidente cortou o cabelo em um salão de beleza que tinha sido inaugurado naquele mesmo dia. A dona do salão, havia feito um post na rede social avisando da inauguração e Bolsonaro marcou hora. É outra forma de checar a popularidade.

E o que resta quando Congresso e STF indicam que o crime compensa? Como nós ficamos, enquanto origem do poder, quando a deputada Flordelis (PSD-RJ) mata o próprio marido e continua no cargo? Ou quando senador Chico Rodrigues, desvia dinheiro e continua no cargo?

Ou até quando o ministro Marco Aurélio Mello solta um traficante e continua integrando o STF? Como ficamos nós mandantes, contribuintes e eleitores? O que vocês pensam a respeito disso? Temos que fazer essa pergunta.

A ignorância incendiária contra o governo Bolsonaro .

Algumas autoridades do governo encolhem-se porque fatos são deturpados.

Como aconteceu com o Ibama recentemente. Não dá para haver esse encolhimento por parte do órgão. O fato é mais forte que o barulho que estão fazendo.

O órgão ia adquirir um agente retardador de fogo e a compra foi suspensa. Isso porque a narrativa do noticiário foi a de que estudos de 2018, do Ibama, apontaram para o risco de contaminação de solo, água e de alimentos na região atingida pelo agente químico.

Mas se você pesquisar nas redes sociais é possível ver que o fire limit é usado em diversos países para acabar com incêndios e, consequentemente, salvar propriedades, animais e vidas. O produto é usado há muito tempo.

O domínio ideológico nas universidades precisa acabar

As listas tríplices para a escolha de reitores estão sendo enviadas. Mas estão contestando, no STF, essa lei que é de 1992.

O que não aconteceu nas últimas décadas, quando houve um domínio ideológico sobre as universidades federais.

De acordo com o pedido feito, seriam enviados três candidatos, mas o indicado precisaria ser o mais bem avaliado pelas pessoas que fizeram a lista. Essa lista foi usada para aparelhar as universidades por mais de 20 anos.

Os conselhos universitários estão manipulando a lista tríplice, que deveria sair de uma escolha de comum acordo das partes envolvidas. Tem alguns casos que foram parar na Justiça, entre eles, o da Universidade Federal de Sergipe (UFS).

Essa é outra questão que precisamos ficar atentos. Porque esse domínio ideológico sobre universidades precisa acabar. Essas instituições deveriam priorizar o ensino e não a catequese ideológica.

Por Marco Aurélio Candido

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
WhatsApp Fale via: WhatsApp