Connect with us

Política

PSDB repudia assassinato de candidato em Patrocínio (MG)

Cassio Remis, ex-presidente da Câmara de Patrocínio foi assassinado após uma “live” no Facebook; autor seria irmão do atual prefeito da cidade Eleições 2020 Lucas Pavanelli e Célio Ribeiro, do R7 24/09/2020 – 18h57 O diretório estadual do PSDB repudiou o assassinato do candidato a vereador de Patrocínio, Cassio Remis, a 393 km de Belo…

Publicado

on

PSDB repudia assassinato de candidato em Patrocínio (MG)

Cassio Remis, ex-presidente da Câmara de Patrocínio foi assassinado após uma “live” no Facebook; autor seria irmão do atual prefeito da cidade


    • Eleições 2020

    • Lucas Pavanelli e Célio Ribeiro, do R7


O diretório estadual do PSDB repudiou o assassinato do candidato a vereador de Patrocínio, Cassio Remis, a 393 km de Belo Horizonte. Em nota, o presidente do PSDB-MG, deputado Paulo Abi-Ackel disse que a legenda manifesta seu “mais profundo repúdio à extrema violência que se abateu sobre o presidente municipal do PSDB de Patrocínio, Cássio Remis dos Santos, de 37 anos. 

De acordo com Abi-Ackel, “nenhuma divergência política justifica a a substituição do debate e das diferenças por meios violentos.”

Cassio Remis, que já foi presidente da Câmara de Patrocínio, foi morto a tiros após fazer uma transmissão ao vivo em uma rede social. O crime aconteceu por volta das 15h30 quando ele fazia uma gravação em que denunciava uma  suposta obra irregular realizada pela prefeitura. 

Durante a transmissão, Remis capta o momento em que uma caminhonete branca se aproxima. Um homem desce do carro e é identificado pela vítima como Jorge Marra, secretário municipal de Obras e irmão do prefeito Deiró Marra (DEM), candidato a reeleição. 

O candidato a vereador chega a anunciar a chegada do opositor durante a live.

— Está aqui agora o secretário que veio aqui para me agredir.

Quando o homem se aproxima da vítima, o celular começa a balançar. Cássio chega a pedir para o homem não quebrar o aparelho. Neste momento, a transmissão é interrompida.

De acordo com o tenente-coronel Caixeta, que atendeu à ocorrência, depois de ter levado o celular do candidato do PSDB, o homem entrou de volta no carro e seguiu em direção à Secretaria de Obras. A vítima foi atrás do autor para tentar pegar o celular de volta. Neste momento, o “autor sacou um revólver e efetuou disparos contra a vítima”.

Ainda segundo o militar, o autor do crime deixou o local em uma caminhonete Hillux.

A PM tenta localizar o autor do crime.

Confira a nota na íntegra

O PSDB de Minas Gerais manifesta seu mais profundo repúdio à extrema violência que se abateu sobre o presidente municipal do PSDB de Patrocínio, Cássio Remis dos Santos, de 37 anos. Nenhuma divergência política justifica a substituição do debate e das diferenças por meios violentos, ainda mais em se tratando de vidas humanas.


Além disso, o partido manifesta também seu mais profundo pesar pela morte de Cássio, liderança política jovem, ex-vereador e ex-presidente da Câmara Municipal do município. Dirigimos nossos pensamentos ao conforto de familiares e amigos.


Em nome de todos os militantes do estado, reiteramos a necessidade de que os fatos sejam rigorosamente apurados e que a lei seja aplicada de forma exemplar.

Paulo Abi-Ackel


Deputado Federal


Presidente do PSDB-MG

.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
WhatsApp Fale via: WhatsApp