Connect with us

Esporte

Sasha diz não estar em condição física ideal e frisa em que posição pode render mais no Atlético-MG

Publicado

on

O atacante Eduardo Sasha foi apresentado pelo Atlético-MG, nesta quinta-feira, na Cidade do Galo. O jogador falou sobre as preferências em campo, em relação à posição que costuma atuar no setor ofensivo. Ressaltou ainda não estar 100% fisicamente para jogar diante do Internacional, neste sábado, às 19h (de Brasília) no Rio Grande do Sul.

Comandado por Jorge Sampaoli na temporada passada, no Santos, Sasha era considerado homem de confiança do atual treinador do Atlético. O atacante esteve presente em 49 jogos.

Apresentação de Sasha no Atlético-MG — Foto: Twitter Atlético-MG

Apresentação de Sasha no Atlético-MG — Foto: Twitter Atlético-MG

Em 2020, o atacante esteve envolvido em um imbróglio com o ex-clube na Justiça. Sasha fechou um acordo com o Santos para se desligar da entidade e se transferir para outro time, no caso, o Atlético. Por conta disso, o jogador alega não estar pronto para atuar em plena forma física, mas já se coloca à disposição de Sampaoli. Vale lembrar, que o Atlético ainda precisa inscrever o atleta no BID – Boletim Informativo Diário da CBF.

“Primeiramente, é preciso ver as questões dos documentos, se já vou estar liberado para fazer a estreia. Não estou nas minhas ideais condições, vamos dizer assim, mas se o professor precisar de mim, independentemente do tempo que ele quiser e achar necessário, eu vou entrar e dar o meu melhor que eu tiver para aquele momento.” (Sasha)

9 fixo?

Com 14 gols em 2019, Sasha também deixou claro quais são suas preferências na hora de jogar. O atacante chega para integrar a turma do setor ofensivo do Atlético que já conta com Diego Tardelli, Savarino, Marrony, Keno, Marquinhos e Bruno Silva.

– Eu não sou um 9 fixo. Gosto de sair bastante da área para buscar o jogo e também, nesse mesmo momento que recebe a bola, eu estou entrando na área como elemento surpresa ou até mesmo estando lá, com a saída dos volantes de trás. Então é mais nessa forma que eu gosto de jogar, que eu vinha jogando.

Leia outras respostas de Sasha

Opção pelo Atlético

– Escolhi o Atlético pelo projeto que está sendo feito, todo mundo está acompanhando, pela grandeza do clube também e pela questão do treinador já me conhecer. Então acho que esses foram os fatores principais para eu tomar essa decisão no último dia e estou muito feliz e motivado para começar logo, vestir oficialmente essa camisa durante o jogo.

Ambições

– A minha expectativa é a maior possível. Eu sei o tamanho do clube que eu estou jogando, da camisa, o peso da camisa que eu estou tentando segurar que é muito pesada e a ambição é a maior possível, buscar títulos, porque é isso que fica gravado no clube. Então, podem ter certeza que eu vou dar o meu melhor junto com meus companheiros, sem dúvida nenhuma. É um grupo muito qualificado. É continuar trabalhando. Algumas vezes, vão acontecer algumas pedrinhas no caminho, mas a gente precisa saber assimilar para poder seguir firme na caminhada.

Metodologia do Sampaoli

– O trabalho tem um aspecto positivo pela questão dele trabalhar os 22 atletas, vamos dizer assim, dois times da mesma forma. Por isso ele se vê muito confortável para fazer as mudanças, que muitas vezes ninguém imagina, mas é normal. É o jeito dele. Pode ter certeza que é por algum motivo do time adversário. É questão do elenco saber assimilar o que ele vem pedindo para poder executar e ter um jogo, teoricamente, mais fácil.

Ge

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Direitos Reservados © 2020 De Fato Rondônia, Por Anderson Leviski

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
WhatsApp Fale via: WhatsApp