Política

Se o PT quiser ser competitivo, tem que reconhecer erros do passado”, diz Moro

O ex-ministro da Justiça Sérgio Moro

O ex-ministro da Justiça Sérgio Moro afirmou que o Partido dos Trabalhadores (PT) deve reconhecer os erros do passado se quiser ser competitivo nas eleições de 2022. A declaração foi dada durante uma entrevista ao programa Globonews Debate.

“É muito difícil avançar se não olhar para trás e corrigir seus erros. O presidente [Jair Bolsonaro] também tem esse lado que erra ao negar a pandemia. Não que não tenha feito coisas positivas. O PT tem esse lado que acha que não aconteceu o mensalão, que não houve crimes na Petrobras, que a culpa disso é minha… Uma forma de recuperar a confiança é reconhecer o que fez de errado no passado”, disse Moro.

Conforme o ex-ministro, ele resolveu sair do governo quando percebeu que não tinha condições de cumprir a agenda que ele defende. “Não ia ficar lá de enfeite. Tenho que ser fiel aos meus princípios. Pode ter coisas que até me arrependo. Se o PT quiser ser competitivo, tem que reconhecer os erros do passado”, declarou em entrevista à GloboNews.

Ao ser questionado se pretendia se candidatar em 2022, Moro disse que o foco tem que ser 2020 e deixou em aberto uma possível candidatura. “O que eu posso assegurar é que eu quero continuar participando do debate público. Para tanto, eu não preciso ter um cargo, eu posso continuar falando”, afirmou.

De acordo com Moro, há nomes que ele acredita serem fortes para concorrer em 2022. “Tem bons nomes para candidatos. Tem o Luciano Huck, o governador de São Paulo, João Doria, o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta, que, inclusive, fez um trabalho fenomenal, foi um personagem que cresceu na crise. Não faltam candidatos, o país tem bons nomes”.

Fonte:Isto é

Mostrar mais

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar
Fechar
WhatsApp Fale via: WhatsApp