agronegócios

Milho sobe forte na Bolsa de Chicago nesta 6ª feira, e opera no misto na B3

Por volta de 8h50 (horário de Brasília), as cotações subiam entre 1,50 e 4,25 pontos nos principais vencimentos, com o maio valendo US$ 3,49, o julho US$ 3,54 e o setembro, US$ 3,58 por bushel

Nesta sexta-feira (20), o mercado do milho segue operando em alta na Bolsa de Chicago e dá seguimento ao forte avanço registrado na sessão anterior. Depois de baixas muito agressivas e com o mercado sobrevendido, na visão de analistas e consultores, o as cotações passam por um necessário ajuste no cenário anterior, acompanhando, inclusive as altas das demais commodities.

Assim, por volta de 8h50 (horário de Brasília), as cotações subiam entre 1,50 e 4,25 pontos nos principais vencimentos, com o maio valendo US$ 3,49, o julho US$ 3,54 e o setembro, US$ 3,58 por bushel.

O mercado do milho sobe ainda na esteira da soja e do trigo, que encontram sustentação nos rumores de que a China estaria comprando ambos os produtos nos EUA.

“Muitos esperam que este seja o começo das promessas de grandes aquisições agrícolas previstas na fase 1 do acordo comercial. Isso ocorre quando o mundo continua a combater o coronavírus”, explicam os analistas da consultoria internacional Allendale, Inc.

B3

Na B3, o mercado iniciava o dia operando em campo misto, com o maio subindo 0,95% para ser cotado a R$ 49,90 por saca, o julho perdia 0,53% para R$ 46,60, enquanto o setembro subia 0,38% para valer R$ 44,95.

O mercado busca definir um caminho depois de dias de movimentações intensas, tanto para cima, quanto para baixo. E acompanha ainda o comportamento do dólar, que recua nesta sexta, mais de 1%, para valer R$ 5,04.

Fonte: Notícias Agrícolas

Mostrar mais

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar
Fechar
WhatsApp Fale via: WhatsApp