Curiosidades

Há uma parte do cérebro que não é afetada pelo Alzheimer, revela estudo

Uma nova pesquisa detetou alterações significativas numa determinada região do cérebro

estudo, publicado no periódico científico Communications Biology, e divulgado pela revista Galileu, revela que decorrem mudanças significativas na parte do cérebro de pacientes de Alzheimer, mais precisamente no cerebelo.

Esta área sensível está encarregue do movimento e equilíbrio, e os investigadores concluíram que o cerebelo sofre alterações consideráveis nos doentes.

Os especialistas argumentam que a descoberta é de extrema importância, isto por que comparativamente a outras regiões do cérebro, tais como o córtex motor e o córtex sensitivo, o cerebelo é uma área que regra geral não sofre o mesmo nível de desgaste.

Os cientistas consideram ainda que a descoberta recente pode ser um ponto de viragem no tratamento da doença, possibilitando quem sabe a criação de uma terapia que mimique esse comportamento.

O estudo

Para efeitos daquela pesquisa, conforme avança a revista Galileu, os investigadores analisaram nove cérebros de indivíduos que haviam morrido com doença de Alzheimer e nove cérebros de pessoas que haviam falecido devido a outros motivos, desde doenças coronárias a cancro. Como consequência da análise os investigadores identificaram 5,825 tipos de proteínas em seis áreas distintas do cérebro.

“Este banco de dados é uma excelente oportunidade para que os investigadores de demência de todo mundo possam acompanhar novas áreas da biologia e desenvolver novos tratamentos”, refere Unwin. O Alzheimer, que é o tipo mais comum de demência, ainda não tem cura.

Noticias ao minuto

Mostrar mais

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar
Fechar
WhatsApp Fale via: WhatsApp