EsporteFutebol 2020

Luxa compara Dudu a Neymar e dá recado ao craque do Palmeiras: “Atacante tem que gostar de gol”

Técnico quer ver o atacante do Verdão na seleção brasileira: "A vaga vai existir para ele"

No meio de semana, depois da goleada do Palmeiras sobre o Ituano, na estreia do Campeonato Paulista, Vanderlei Luxemburgo se empolgou ao falar sobre Dudu. O técnico começou a analisar as características do atacante e, por pouco, não revelou exatamente quais seus pedidos a ele.

– Ele é um jogador habilidoso, de condução de bola. O que eu estou pedindo ao Dudu é o seguinte… Mas não vou falar, não (risos). Agora que eu me lembrei. Vou falar por quê? Domingo tem jogo, pô – disse, brincando.

Não tem muito mistério, porém. Quando escalado pelo lado direito do ataque, como tem acontecido, Dudu, que é destro, tende a dar profundidade às jogadas de ataque – em vez de puxar tanto o jogo por dentro –, carregar a bola até o último terço do campo para servir algum companheiro melhor colocado ou até mesmo finalizar ao gol adversário.

O pedido especial do novo comandante é para que o atacante, principal nome do elenco, passe a arriscar mais na segunda opção. Luxemburgo quer que o atacante arrisque mais, finalize mais… Como disse em entrevista na sexta-feira, ao Globo Esporte, acabando com o mistério de antes.

– Eu peguei o Neymar no Santos, quando ele tinha começado… depois entrou em queda porque era garoto. Virei e falei: “você dribla muito, mas atacante tem que gostar de gol”. Atacante que não gosta de gol não é atacante. Você não é vendido por um drible, é vendido pelos gols que faz – falou Luxa.

– Talvez seja o segredo com o Dudu. Quero para o Dudu que não faça só assistência. Quero que o Dudu seja um artilheiro, porque a vaga na seleção brasileira vai existir para ele porque é um jogador nível de Seleção – completou o treinador.

Dudu, inclusive, tem recebido mais liberdade para cobrar faltas diretamente ao gol. Até aqui, são 68 gols em 296 jogos pelo clube.

– Ele (Dudu) tem que gostar de gol, não pode viver só de servir, tem que viver de servir e fazer. Hoje em dia há essa exigência. Então quero que ele goste mais do gol, tenha mais fome. Ao invés de optar pelo passe, optar pelo gol. Eu te falei o que não devia falar…– completou.

Vanderlei Luxemburgo conversa com Dudu durante treinamento — Foto: Cesar Greco; Ag. Palmeiras

Vanderlei Luxemburgo conversa com Dudu durante treinamento — Foto: Cesar Greco; Ag. Palmeiras

Para atender a esse pedido, o camisa 7 conta com apoio também dos companheiros de time, como o lateral-direito Marcos Rocha, responsável por liberar suas subidas ao ataque.

– É um jogador que pode ser decisivo para nós durante a temporada, então ele precisa estar com a perna mais leve, tentando fechar espaços, não acompanhando o lateral até a linha de fundo. Para que na hora em que ele tiver a posse de bola, poder fazer diferença para a nossa equipe – explicou o lateral.

A próxima chance de Dudu tentar fazer a diferença para o Palmeiras será no domingo, quando o Palmeiras enfrenta o São Paulo, às 16 horas (de Brasília), em Araraquara, pela segunda rodada do Campeonato Paulista.

TV Globo e o GloboEsporte.com transmitem Palmeiras x São Paulo para o estado de SP, com narração de Cléber Machado e comentários de Caio Ribeiro e Casagrande – para assistir no site ao vivo e de graça, basta estar logado.

Premiere também mostra o jogo para todo o Brasil, com narração de Gustavo Villani e comentários de Paulo Nunes e Grafite. O GloboEsporte.com ainda acompanha em Tempo Real e mostra as entrevistas pós-jogo.

Ge

Mostrar mais

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar
Fechar
WhatsApp Fale via: WhatsApp