Política

Índia e Brasil prometem anunciar parceria estratégica e plano de ação

O presidente Jair Bolsonaro e o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, se reuniram com o chanceler indiano Subrahmanyam Jaishankar

No segundo dia de viagem à Índia, o presidente Jair Bolsonaro se reuniu com o chanceler Subrahmanyam Jaishankar neste sábado. O encontro também contou com a participação do ministro das Relações Exteriores brasileiro, Ernesto Araújo, e do deputado federal Eduardo Bolsonaro, presidente da Comissão das Relações Exteriores da Câmara.

No encontro, as autoridades dos dois países anunciaram a assinatura de plano de ação e parcerias que abrangem áreas como coordenação política-estratégica, comércio, investimentos, agronegócio, aviação civil, energia, defesa, segurança, cultura, educação, previdência social, saúde, temas consulares e cooperação jurídica.

Bolsonaro comemorou o avanço na parceria, ressaltou que os dois países estão entre as 10 maiores economias do mundo e que o Brasil está recuperando o status de nação confiável.

“E com essa aproximação com a Índia, nossos países têm muito a crescer. Certamente essa passagem minha por aqui consolida que buscamos o bem para os nossos povos”, disse o brasileiro.

Jaishankar afirmou que a Índia está buscando novos parceiros, mercados, fontes e atores para cooperação em diferentes áreas.

“Na energia queremos reduzir nossa dependência do Oriente Médio em relação ao petróleo e gás, abrindo espaço para novas tecnologias como a aeroespacial e nuclear. Com investimento em ciências nas áreas a biologia. Aí você percebe que o Brasil ajuda o desenvolvimento doméstico da Índia”.

Ele também agradeceu a presença da comitiva brasileira no país e disse que a ideia é que os dois países tenham mais destaque em relação ao resto do mundo.

“Estamos olhando um mundo em que vamos ter mais destaque, vamos remodelar o mundo atual e isso passa por uma reforma nos grandes grupos, como G7 [grupo de sete das nações mais desenvolvidas do mundo], Brics [grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul] e IBAS [Fórum de Diálogo Índia-Brasil-África do Sul]”.

O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Ernesto Araújo, explicou que Brasil e Índia já tinham um acordo, mas que foi desativado em 2013. Para ele, a nova parceria irá trazer “bons frutos” para os dois países.

“Temos uma visão muito comum do mundo e de nossa relação. O plano de ação elaborado vai trazer bons frutos, o mundo vai olhar diferente para Brasil e Índia juntos nesse sentido (impactante)”.

r7

Mostrar mais

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar
Fechar
WhatsApp Fale via: WhatsApp