Connect with us

Esporte

Invicto, Athletico tenta igualar a quarta melhor campanha de sua história no Brasileiro

Published

on

O Athletico se despede da temporada 2019 neste domingo, contra o Avaí, às 16h (de Brasília), na Ressacada. Na última partida do ano, o Furacão tenta terminar no G-4 do Campeonato Brasileiro e manter a atual invencibilidade.

Atualmente, o Rubro-Negro é o quinto colocado, com 63 pontos, a dois do Grêmio, que fecha o G-4. No domingo, o Tricolor gaúcho enfrenta o Goiás, fora de casa.

Com o G-4 na mira, o Furacão pode alcançar uma de suas quatro melhores campanhas na história do Brasileirão. A quarta colocação faria o Athletico alcançar uma de suas melhores posições na história, empatado com 1983 (quarto lugar) e só atrás de 2001 (campeão), 2004 (vice-campeão) e 2013 (terceiro).

 Além disso, o Athletico ainda pode receber R$ 28 milhões se terminar em quarto. O quinto recebe R$ 26,4 milhões.

 

Na despedida, o Furacão também tenta manter o embalo. São 12 jogos sem perder. A equipe vem de oito vitórias (Fluminense, Goiás, CSA, São Paulo, Botafogo, Atlético-MG, Grêmio e Santos) e quatro empates (Palmeiras, Internacional, Cruzeiro e Ceará).

– Temos a responsabilidade de manter essa invencibilidade de 12 jogos. Era sempre o nosso objetivo chegar à quarta colocação, então vamos com todas as forças para ganhar os três pontos lá – disse o lateral-esquerdo Abner, em entrevista ao GloboEsporte.com na sexta-feira.

Reservas em Florianópolis

O Furacão terá um time bem diferente na Ressacada. Somente dois titulares devem estar em campo sob o comando do técnico Eduardo Barros: o zagueiro Thiago Heleno e o volante Camacho. O segundo retorna ao Corinthians após empréstimo ao Athletico.

Depois da vitória sobre o Santos, na última quarta-feira, o clube liberou 16 jogadores para as férias antecipadas. Um provável time tem Léo; Khellven, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner Vinícius; Camacho, Erick e Tomás Andrade (Bruno Nazário); Braian Romero, Vitinho (Pedrinho) e Thonny Anderson.

Em 2020, o Furacão vai disputar o estadual, Supercopa, Libertadores, Copa do Brasil e Brasileirão. O time principal se reapresenta no CT do Caju no dia 6 de janeiro.

Athletico na Série A do Brasileirão

  • 1958 – 10° colocado
  • 1970 – 13° colocado
  • 1973 – 28° colocado
  • 1974 – 9° colocado
  • 1975 – 28° colocado
  • 1976 – 29° colocado
  • 1977 – 45° colocado
  • 1978 – 62° colocado
  • 1979 – 11° colocado
  • 1980 – 25° colocado
  • 1982 – 32° colocado
  • 1983 – 4° colocado
  • 1984 – 11° colocado
  • 1986 – 18° colocado
  • 1988 – 19° colocado
  • 1989 – 19° colocado
  • 1991 – 17° colocado
  • 1992 – 15° colocado
  • 1993 – 29° colocado
  • 1996 – 8° colocado
  • 1997 – 12° colocado
  • 1998 – 16° colocado
  • 1999 – 9° colocado
  • 2000 – 13° colocado
  • 2001 – Campeão
  • 2002 – 14° colocado
  • 2003 – 12° colocado
  • 2004 – Vice-campeão
  • 2005 – 6° colocado
  • 2007 – 12° colocado
  • 2008 – 13° colocado
  • 2009 – 14° colocado
  • 2010 – 5° colocado
  • 2011 – 17° colocado
  • 2013 – 3° colocado
  • 2014 – 8° colocado
  • 2015 – 10° colocado
  • 2016 – 6° colocado
  • 2017 – 11° colocado
  • 2018 – 7° colocado

Ge

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Direitos Reservados © 2020 De Fato Rondônia, Por Anderson Leviski

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
WhatsApp Fale via: WhatsApp