Política

Salles defende indenização para proprietário de terra na Amazônia

Esta não é a primeira vez que Salles defende um modelo de financiamento internacional que vise desestimular o desmatamento na floresta

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, voltou a defender compensações financeiras aos produtores que possuem terras na Amazônia.

Em entrevista ao jornal Financial Times, Salles criticou a pressão internacional sobre o Brasil na questão ambiental, afirmando que o custo de manter a Floresta Amazônica de pé “precisa ser pago por alguém”.

O ministro propôs uma indenização de US$ 120, cerca de R$ 480, para cada hectare de área produtiva na floresta — o equivalente a US$ 12 bilhões anuais ou R$ 48,7 bilhões, informa O Globo.

Salles também defendeu a exploração econômica da floresta, atrelando o desmatamento ilegal à falta de oportunidades para a população local.

“Desenvolvimento não se opõe à diminuição do desmatamento, muito pelo contrário. Nós vimos a falta de desenvolvimento levar ao aumento da derrubada das matas”, disse Salles.

O ministro do Meio Ambiente afirmou, ainda, que o governo do presidente da República, Jair Bolsonaro, está planejando uma zona econômica para a região amazônia visando atrair o setor farmacêutico, cosmético e alimentício, mas não deu detalhes sobre o plano.

Fonte:Renova Mídia

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Close
WhatsApp chat Fale via: WhatsApp