DestaqueOPINIÃO JOGO ABERTO

Opinião Jogo Aberto – 14 de Agosto de 2019

Há uma conspiração contra o Brasil. Não pode ser só coincidência.

A Comissão de Segurança Pública da Câmara dos Deputados aprovou um requerimento convidando a ex-deputada Manuela D’Ávila (PCdoB) para explicar a ligação dela com o Vermelho: Walter Delgatti, o principal hacker da Lava Jato. Ele está preso por ter praticado o crime de violação do sigilo de comunicações e que está previsto no artigo 5º da Constituição.

No dia em que foi se explicar, Manuela disse em nota – em “mal traçadas linhas”, embora seja jornalista – que estava disposta a colaborar com os esclarecimentos. Ela não é obrigada a ir, mas já se declarou disposta a colaborar.

Já na Comissão de Relações Exteriores do Senado, foi criada mais uma vaga porque descobriram que tinha 18 membros – então poderia dar empate, nove a nove. Então foi criada a 19º vaga, que vai ser ocupada pelo senador Humberto Costa (PT-PE).

Essa Comissão está sendo ajustada porque assim que o governo indicar oficialmente o nome de Eduardo Bolsonaro ele será sabatinado.

Isso acontecerá antes de ele ser submetido ao julgamento do plenário.

Com a aprovação do Plenário – e tudo indica que aprovará -, o Senado assume a responsabilidade de enviar o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para Washington. Ele vai ter que renunciar ao mandato na Câmara, mas o governo norte-americano já abriu os braços e disse que ele será muito bem vindo.

Em uma reunião com empresários brasileiros que têm negócios com os Estados Unidos, na Federação das Indústrias de São Paulo, na segunda-feira à noite (12), Eduardo disse que cargo de embaixador é um cargo de confiança, e não necessita expressamente ser alguém de carreira diplomática. Já há vários exemplos disso.

O mais grave de tudo isso é que Eduardo teve mais de 1,8 milhão de votos – foi o campeão do país. São eleitores que depositaram nele o voto para que os representasse.

Nesse caso, Eduardo vai renunciar o mandato. Mas em outros casos não renuncia. Se for secretário de governador ou se virar ministro do presidente o deputado, não renuncia: pode voltar. Alguns, inclusive, têm voltado só para fazer votações. Agora mesmo, em Brasília, tem um administrador regional que está voltando a ser deputado local só para participar de uma votação. Isso tem que mudar também.

A embaixada brasileira em Londres foi atacada por gente que fala em matança de índio e desmatamento da Amazônia. Fizeram uma sujeira infernal com os mesmos bordões que a gente já conhece.

Isso confirma a tese de que há uma conspiração contra o Brasil: de cobiça em relação à Amazônia e às suas riquezas minerais e botânicas. Não pode ser coincidência que o Papa fale nisso e que haja um sínodo sobre a Amazônia.

Além disso, não pode ser coincidência que haja uma divulgação, pelo INPE, de um suposto desmatamento; e que haja essas manifestações na Europa. Tudo isso está sendo ajustado porque finalmente o Brasil está tomando conta da sua Amazônia, a despeito de centenas de ONGs que a consideram território particular como se fosse autarquia.

A Amazônia está nos chamando atenção para que a gente acabe com isso.”

Por Marco Aurélio

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2FB Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Close
WhatsApp chat Fale via: WhatsApp