DestaqueEducação

Plataforma deverá unificar acesso a inscrição de Enem, Sisu e Fies

O governo federal já tem um portal único e o MEC fará parte desse portal", explicou Antonio Vogel, secretário-executivo MEC

Ministério da Educação (MEC) anunciou nesta segunda-feira, 29, um plano para migrar para uma só plataforma, do governo federal, o acesso a serviços da pasta como inscrições no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Segundo o MEC, o plano faz parte de uma estratégia de todo o governo.

 

“O governo federal já tem um portal único e o MEC fará parte desse portal”, explicou nesta segunda-feira, 29, Antonio Vogel, secretário-executivo MEC. A previsão é de que a migração ocorra entre este ano e o fim do ano que vem. “Estamos em um plano do governo federal, que é ter um único portal. O MEC está se integrando nesse trabalho”, disse Vogel.

Segundo o MEC, a ideia é que serviços como os do Denatran, Previdência e do MEC sejam todos acessados em uma mesma plataforma e com um só login. O acesso deverá ser feito pela plataforma gov.br.

Questionado em coletiva de imprensa em Brasília sobre o sigilo de dados de candidatos, por exemplo, Vogel disse que não haverá mudança. “O tratamento ao sigilo é o mesmo. A única questão é a maneira de acesso. O cidadão hoje tem um login para serviços do INSS, Detran, MEC. Ele vai passar a ter login único. Com um único login vai acessar tudo.”

Segundo Alexandre Lopes, presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela realização do Enem, o processamento das inscrições dos candidatos continuará sendo feito nos servidores do Inep.

“A diferença é a entrada. Hoje, temos login e senha para o candidato se inscrever nos exames do Inep. Esse login e senha vão passar a ser únicos para todo governo federal, mas o processamento das inscrições será feito nos servidores do Inep”, disse Lopes.

Segundo Lopes, nas inscrições para o Enem do ano que vem já será implementado o login único. “Em 2020, ele (candidato) poderá usar a senha do Enem para acessar o Sisu e fazer a inscrição.” Segundo o MEC, 99 serviços serão disponibilizados em ambiente digital até 2020 – a pasta não detalhou quais.

Enem digital

Segundo o MEC, as mudanças anunciadas nesta segunda-feira não se relacionam com a proposta de Enem digital. Em 3 de julho, a pasta informou exame passará a ser aplicado de forma digital a partir do próximo ano. O projeto prevê que 50 mil candidatos, em 15 capitais brasileiras, façam o modelo digital em 2020. A expectativa é de que o número seja ampliado progressivamente até 2026, quando a prova impressa será extinta.

Noticias ao minuto

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Close
WhatsApp chat Fale via: WhatsApp