agronegócios

Fumicultores transplantam o tabaco

A geada apenas causará algum estrago se as mudas ainda não tiverem se fixado no solo e criado raízes

O calor verificado nas últimas semanas, aliado à umidade, fez as mudas crescerem e com isso, alguns fumicultores iniciaram, nesta semana, o transplante definitivo do tabaco da safra 2019/20.

Segundo o diretor técnico da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), Paulo Vicente Ogliari, na região do Vale do Rio Pardo, geralmente, os fumicultores transplantam cedo o tabaco.

Segundo ele, além de alguns produtores também anteciparem o semeio das mudas, o calor acelerou ainda mais o crescimento das mudas. Ogliari observa que muitos produtores já podaram três ou até mais vezes as mudas. “E, para não precisarem podá-las novamente, os fumicultores efetuam o transplante”, observa.

Tanto para aqueles que já estão transplantando ou vão iniciar o transplante das mudas nos próximos dias, Ogliari traz algumas recomendações, como por exemplo, trabalhar a terra, ou seja, deixá-la pronta para o transplante; aplicar a adubação de plantio e depois de plantado, aplicar as duas doses da adubação de reforço (salitre) e; contar com a sorte para colher uma safra normal, sem a incidência de intempéries climáticas como geadas, granizo e temporais. “A geada apenas causará algum estrago se as mudas ainda não tiverem se fixado no solo e criado raízes. A partir deste momento, se ocorrer alguma geada, os danos serão menores para as mudas”, salienta.

Fonte: Agrolink

Mostrar mais

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar
Fechar
WhatsApp Fale via: WhatsApp