Connect with us

Destaque

Opinião Jogo Aberto – 28 de Março de 2019

Publicado

on

Na primeira batalha, tropa de Bolsonaro se rende.

O governo federal experimentou uma dura derrota na Câmara dos Deputados e demonstrou que a pergunta do presidente sobre o que é articulação, por mais absurda que seja, faz todo sentido. Houve uma clara demonstração de que o governo está entregue à própria sorte no Parlamento sem nem sequer saber como se defender.

A aprovação da PEC que engessou o Orçamento foi uma resposta contrária ao que queria o ministro Paulo Guedes, que estava de olho em uma afrouxamento da peça, para manejar melhor receitas e despesas. E o ataque da Câmara foi tão forte que pegou o governo sem saber como reagir.

Tanto foi assim que o PSL, partido do presidente, capitulou apenas para tentar ficar bem na foto. Só deu meia dúzia de votos de aguerridos deputados que tentaram impedir o inevitável àquela altura. Até o filho do presidente votou a favor da PEC, criada por um deputado do DEM para explodir no governo de Dilma Rousseff.

A prova de que a medida é ruim para o governo é justamente essa. Foi criada pela oposição à época para tirar poderes da petista e contou, naquela ocasião, com o apoio dos Bolsonaros. Ou alguém acha mesmo que eles queriam apoiar o governo Dilma?

A desarticulação do Executivo e da base ontem foi tão clara que o líder do governo na Câmara votou a favor da PEC e a líder do governo no Congresso votou contra. Dá pra entender? Qual a razão de o governo ter líderes se eles não sabem pra onde ir? Os primeiros movimentos dão conta de que o governo vai passar aperto também no Senado. O próprio presidente da Casa, Davi Alcolumbre, eleito com a ajuda do Planalto, já avisou que é favorável à medida.

Os 100 dias de governo que são tidos como lua de mel para qualquer governante, estão chegando ao fim e, em vez de aprovar aquilo que quer, o governo tem visto medidas que tiram seu poder ganharem força. Enquanto o presidente está nas redes sociais ou revisitando 1964, em 2019, o Congresso resolveu governar em seu lugar. Qual será o próximo passo? A rediscussão do Parlamentarismo?

Por Marco Aurélio

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Direitos Reservados © 2020 De Fato Rondônia, Por Anderson Leviski

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
WhatsApp Fale via: WhatsApp