AriquemesCidades

Dia Especial apresenta potencialidade da piscicultura em Ariquemes

A parceria entre as instituições é importante para o fortalecimento da cadeia produtiva do peixe.

Descentralizar ações e dar condições para que o produtor rural promova o desenvolvimento em sua propriedade. Essa é a proposta do governo estadual para alavancar a piscicultura de Rondônia apresentada aos participantes do Dia Especial sobre Piscicultura, realizado na última sexta-feira (22), na Fazenda Juliana, altura do Km 545 da BR-364, em Ariquemes. O evento foi uma iniciativa da Associação dos Criadores de Peixes de Ariquemes e Região (Acripar) em parceria com Sebrae e Emater-RO para apresentar a potencialidade da região e abrir novos mercados para o setor piscícola no estado.

O Dia Especial sobre Piscicultura reuniu representantes de diversos segmentos de interesse da piscicultura. Juntos eles trouxeram a vontade de profissionalizar o setor visando alavancar os processos produtivos na região. Entre eles, o secretário de estado para o Desenvolvimento Ambiental (Sedam), Elias Rezende de Oliveira, que busca desburocratizar o licenciamento ambiental. “Nosso papel não é só fiscalizar e aplicar multa. Precisamos deixar de lado esse amadorismo com que vimos tratando o setor produtivo”, alerta.

Para Rezende é preciso que o desenvolvimento ambiental trabalhe em consonância com o setor produtivo e contribua na promoção de condições que melhore o desenvolvimento de suas atividades. “Setor produtivo e desenvolvimento tem que estar juntos”, disse, anunciando seu empenho em renovar as licenças que se encontram tramitando na secretaria.

ASSISTÊNCIA TÉCNICA E GESTÃO

A participação da Emater-RO no processo produtivo da piscicultura também é de suma importância, pois é através de seus técnicos que os produtores rurais recebem assistência técnica adequada às suas necessidades, mas para o diretor presidente da autarquia, Luciano Brandão, o piscicultor precisa também de organização, crescimento e verticalização da produção. “É preciso que as organizações sejam alinhadas para participarem e contribuírem com o desenvolvimento da piscicultura no estado”.

Endossando as palavras de Brandão e de Rezende, o secretário de estado da Agricultura, Evandro Cesar Padovani, enfatizou a necessidade de levar assistência técnica e extensão rural aos piscicultores e a todos os produtores rurais. “Não temos mais espaço para amadorismo dentro das cadeias produtivas, é preciso buscar capacitação, assistência técnica, tecnologia, gestão, e aquele que não buscar estar fora”, disse o secretário.

O Sebrae vem fazendo um importante trabalho dentro da cadeia produtiva da piscicultura. Em parceria com a Acripar tem potencializado as ações para criação de peixe em Rondônia levando conhecimento, consultoria e treinamento aos piscicultores do estado.

A pouco mais de dois meses na superintendência do Sebrae, Daniel Pereira acredita que também é preciso investir na geração de empregos e que a piscicultura é um dos caminhos. “Não é só o país que tem que gerar empregos, nós precisamos gerar 14 milhões de postos de trabalho”, enfatizando que Rondônia tem 80 mil empresas, das quais o Sebrae atende 22 mil e que a proposta é chegar aos 52 municípios.

REGIÃO EM DESENVOLVIMENTO

Ariquemes conta com uma área de 2.160 hectares de espelho d’água e uma produção de 12.964 toneladas de peixe e é hoje a região que mais investe na piscicultura. A região já conta com dois frigoríficos em funcionamento: Zaltana e Pescado do Vale e apresenta um potencial para mais investimento no setor.

A propriedade que abrigou o dia especial conta com 43 hectares de lâmina d’água e pertence ao piscicultor e presidente da Acripar Francisco Hidalgo Farina. Em seu pronunciamento Farina enfatizou que a parceria com as instituições tem sido muito importante para o fortalecimento da cadeia produtiva do peixe e encerrou sua fala dizendo que “esses dias de campos têm contribuído para um maior alinhamento entre todos os órgãos envolvidos”.

Na sequência foram iniciadas as palestras que contou com uma platéia formada por piscicultores, técnicos, acadêmicos e fornecedores.

Fonte:Assessoria

Mostrar mais

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar
Fechar
WhatsApp Fale via: WhatsApp