Connect with us

Plantão Jogo Aberto

Comando acusado de matar colega fica em prisão preventiva

Publicado

on

Depois de detido pela Polícia Judiciária Militar, o soldado indiciado pelo homicídio do colega Luís Miguel Teles foi presente a interrogatório judicial e devido ao perigo de fuga e perturbação do inquérito foi-lhe aplicada a medida de coação mais gravosa: prisão preventiva. A informação está a ser avançada pela SIC Notícias.

O caso remonta a 21 de setembro deste ano, quando se soube que Luís Teles perdeu a vida alegadamente na sequência de um disparo de arma de fogo no Regimento de Comandos da Carregueira, em Sintra.

À data do incidente, foi avançada por alguns meios de comunicação a informação de que se teria tratado de suicídio. Confrontado com esta possibilidade, o Exército confirmou apenas a morte causada por um disparo de arma de fogo e o início de uma investigação por parte da Polícia Judiciária Militar (PJM).

Essa investigação resultou, esta quarta-feira, na deslocação de elementos da PJM ao Regimento de Comandos, juntamente com a Procuradora Adjunta da República da Comarca de Lisboa Oeste, para deter o comando indiciado do homicídio.

Noticias ao minuto

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Direitos Reservados © 2020 De Fato Rondônia, Por Anderson Leviski

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
WhatsApp Fale via: WhatsApp