Connect with us

Política

Bolsonaro diz que fará ‘faxina’ para banir ‘marginais vermelhos’

Publicado

on

Em contato com manifestantes a favor da sua candidatura, o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) disse neste domingo (22) que fará uma “faxina” para banir os “marginais vermelhos”, em referência ao seu rival do PT. O militar falou por telefone com responsáveis pelo ato, que aconteceu na Avenida Paulista, em São Paulo.

“Não tem preço as imagens que vejo agora da Paulista e de todo o meu querido Brasil. Perderam ontem, perderam em 2016 e vão perder a semana que vem de novo. Só que a faxina agora será muito mais ampla. Essa turma, se quiser ficar aqui, vai ter que se colocar sob a lei de todos nós. Ou vão pra fora ou vão para a cadeia. Esses marginais vermelhos serão banidos de nossa pátria”, disse o candidato em vídeo divulgado pela ‘Folha Política’.

Bolsonaro ainda aproveitou para mencionar, mais uma vez, a ligação do candidato Fernando Haddad (PT) com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso por corrupção e lavagem de dinheiro.

Aqui não terá mais lugar para a corrupção. E seu Lula da Silva, se você estava esperando o Haddad ser presidente para soltar o decreto de indulto, eu vou te dizer uma coisa: você vai apodrecer na cadeia. E brevemente você terá Lindbergh Farias (senador do PT) para jogar dominó no xadrez. Aguarde, o Haddad vai chegar aí também. Mas não será para visitá-lo, não, será para ficar alguns anos ao teu lado.”

O discurso em tom de vitória seguiu com ameaças: “Pretalhada, vai tudo vocês para a ponta da praia. Vocês não terão mais vez em nossa pátria”, disse. “Vocês não terão mais ONGs para saciar a fome de mortadela de vocês. Será uma limpeza nunca vista na história do Brasil”, completou.

Fonte: noticias ao minuto

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Direitos Reservados © 2020 De Fato Rondônia, Por Anderson Leviski

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
WhatsApp Fale via: WhatsApp