Connect with us

Plantão Jogo Aberto

Temer vê ‘campanha oposicionista’ e diz que é tentativa de ‘enfraquecer o governo’

Publicado

on

Presidente afirmou em entrevista à empresa de comunicação do governo que eventual terceira denúncia contra ele seria ‘mais pífia’ do que as duas apresentadas pela PGR no ano passado.

 

 

O presidente Michel Temer afirmou em entrevista à Empresa Brasil de Comunicação (EBC), exibida nesta sexta-feira (4), que uma “campanha oposicionista” tenta enfraquecer o governo, mas, segundo ele, não tem “a menor possibilidade de prosperar”.

Temer fez a afirmação ao responder a uma pergunta sobre a insistência da oposição de cobrar a apresentação de uma terceira denúncia contra ele pela Procuradoria Geral da República (PGR).

O presidente é investigado no chamado inquérito dos portos, que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF). O inquérito apura se ele recebeu propina em troca de decreto para favorecer empresas portuárias. O presidente nega qualquer irregularidade.

“Ela [a terceira denúncia] é uma mera hipótese. Fala-se isso para tentar desvalorizar o governo. Ela não tem a menor possibilidade de prosperar. Eu diria que é mais pífia, de menor dimensão até do que as denúncias anteriores”, disse Temer.

O presidente lembrou que, em 2017, a Câmara dos Deputados decidiu barrar o avanço de duas denúncias apresentadas contra ele pela Procuradoria Geral da República.

“As duas denúncias iniciais eram denúncias pífias. E tão pífias que o Congresso Nacional, a Câmara dos Deputados, não teve a menor dúvida em rejeitá-las”, declarou.

Na pergunta, uma das entrevistadoras questionou sobre a possibilidade de se afastar um presidente da República a poucos meses da eleição, em outubro.

“Não tenho nenhuma preocupação. Há apenas uma campanha deliberada para dizer: ‘Ah, pode vir uma terceira denúncia etc.’. Isso é para tentar enfraquecer o governo. Se nós resistimos até hoje, imagine se não pode resistir mais quatro, cinco, seis meses”, completou.

Temer declarou que a discussão sobre a conveniência de tratar da deposição de um presidente poucos antes meses da eleição depende do delito praticado. Para ele, não há essa possibilidade no momento. “Essa possibilidade, se eu fosse dar uma nota, daria nota zero”, declarou.

Polícia Federal

A entrevista abordou o pedido recente de Temer para que a Polícia Federal investigue eventual vazamento de informações em relação ao inquérito dos portos e questionou se isso não poderia interpretado como interferência na Polícia Federal.

“Pelo contrário. O que a Polícia Federal não pode fazer é intervir por meio de vazamentos. Ora, o processo é sigiloso,” disse.

Em pronunciamento no último dia 27, o presidente afirmou que notícias publicadas sobre o inquérito eram resultado de “vazamentos irresponsáveis”.

Para Temer, não podem ocorrer vazamentos de processos sigilosos na PF ou em qualquer outra instituição.

Fonte: noticias ao minuto

Up Next

Deputado Adelini Follado participou da cerimônia de troca de comando do Colégio Tiradentes III

Don't Miss

e tempos em tempos, conforme entram e saem as estações do ano e ditam as suas tendências, queremos dar um novo ar à nossa aparência na frente do espelho, seja através de um estilo de roupa, sapato ou até a cor do cabelo. No que diz respeito aos cabelos, quando estamos em uma fase mais ousada, apostamos em um vermelho ou loiro para se destacar do ‘comum’ do dia a dia. Já quando o assunto é discrição, um preto, chocolate ou castanho escuro caem muito bem. + 3 francesas estilosas para seguir no instagram No entanto, alterar a pigmentação dos fios não é uma tarefa tão simples quanto se pensa. Especialmente se a sua intenção é descolorir o cabelo (despigmentar; tirar a cor), o processo químico pode ser perigoso e, se for feito de maneira errada, pode acabar com a saúde dos fios. Por isso, vamos ensinar aqui a descolorir o cabelo em casa, de uma forma simples e segura, sem danificar a fibra capilar, com um passo a passo fácil e dicas importantes para fazer em casa. Aprenda um passo a passo: INGREDIENTE Água oxigenada 40 volumes Óleo de coco Pó descolorante Violeta genciana Como fazer Enxágue e aplique queratina líquida ou creme de hidratação; Vá pegando mechas finas e aplicando na raiz com um pincel; Divida o cabelo em quatro partes e aplique óleo de coco nos fios já descoloridos para protegê-los; Faça uma mistura de 1 colher de pó para 2 de água oxigenada; Coloque uma touca térmica por 5 minutos; Finalize com uma mistura de 1 litro de água com 2 gotas de violeta genciana e enxágue novamente. Erros mais comuns Ao descolorir o cabelo em casa, alguns erros podem atrapalhar e fazer com que o resultado seja diferente do esperado. Veja os que acontecem com mais frequência e saiba como evitar. 1. Não fazer o teste de mechas: testar antes é importante porque isso vai mostrar se o cabelo pode chegar ao tom que você deseja, se o fio vai quebrar ou sofrer outro dano no processo. 2. Não fazer um pré-tratamento: usar produtos reconstrutores durante um mês antes da descoloração é importante para deixar os cabelos mais fortes antes de passar por um procedimento químico. 3. Fazer o procedimento com os fios sujos: é importante lavar os cabelos antes de aplicar o descolorante, seja no dia ou na véspera, pois, caso contrário, podem surgir manchas. 4. Aplicar o descolorante em mechas grossas: as mechas precisam ser finas para que o produto consiga descolorir de forma uniforme, sem pesar e com menos chances de manchar. 5. Tirar o descolorante antes do tempo: para que os fios cheguem ao tom desejado, é necessário deixar o produto agir corretamente. Tomando esses cuidados e fazendo o processo da forma correta, dificilmente você terá algum imprevisto. É importante lembrar que os cabelos loiros, independente do tom, exigem paciência e precisam de cuidados diários para que estejam sempre bonitos e saudáveis.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Direitos Reservados © 2020 De Fato Rondônia, Por Anderson Leviski

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
WhatsApp Fale via: WhatsApp