Connect with us

Rondônia

Cassol e Raupp dizem sim ao progresso votando a favor da reforma trabalhista, Acir Gurgacz não compareceu na sessão

Publicado

on

A aprovação da reforma trabalhista contou com os votos de dois senadores de Rondônia.

O plenário Senado aprovou nesta terça-feira (11), por 50 votos a 26 (e uma abstenção), o texto-base da reforma trabalhista.

Enviado pelo governo no ano passado, o projeto muda trechos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e prevê pontos que poderão ser negociados entre empregadores e empregados e, em caso de acordo coletivo, passarão a ter força de lei.

Pela proposta, a negociação entre empresas e trabalhadores prevalecerá sobre a lei em pontos como parcelamento das férias, flexibilização da jornada, participação nos lucros e resultados, intervalo de almoço, plano de cargos e salários e banco de horas.

Outros pontos, como FGTS, salário mínimo, 13º salário, seguro-desemprego, benefícios previdenciários, licença-maternidade, porém, não poderão ser negociados.

Os senadores Valdir Raupp (PMDB) e Ivo Cassol (PP), votaram a favor da reforma trabalhista, disseram sim ao progresso. O senador Acir Gurgacz (PDT), partido de esquerda, não compareceu à sessão.

O texto aprovado agora segue para sansão presidencial.

Fonte:RONDÔNIAVIP

Direitos Reservados © 2020 De Fato Rondônia, Por Anderson Leviski

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
WhatsApp Fale via: WhatsApp