Connect with us

Operação Lava jato

Delação: Moreira deixou Caixa por não saber angariar verba para PMDB

Publicado

on

Informação foi repassada por Eduardo Cunha a ex-presidente da Odebrecht Ambiental Fernando Reis.

 

O ex-presidente da Odebrecht Ambiental Fernando Reis relatou uma conversa com o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ), atualmente preso em Curitiba, na qual o então deputado atribuiu a substituição do atual ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco, na cúpula da Caixa à sua incapacidade de arrecadar recursos para o PMDB como dirigente do banco.

“Ele (Cunha) me disse claramente que estava substituindo o senhor Moreira Franco pelo Fábio Cleto porque o FI (Fundo de Investimento do FGTS) era uma fonte importante para o partido e o senhor Moreira Franco não estava sabendo arrecadar para o PMDB a partir das operações do FI-FGTS”, disse Reis. Segundo ele, a conversa com Cunha, em meados de 2011, “deixou claro que a nomeação de Cleto tinha cunho de arrecadação político-partidária”.

Moreira foi, até 2010, vice-presidente de Fundos e Loterias da Caixa, por indicação do PMDB. Em 2011, foi sucedido por Cleto, apadrinhado de Cunha. Cleto fez delação na Lava Jato e relatou esquema de cobrança de propina em troca da liberação de recursos do fundo.

Procurado anteontem e ontem, via assessoria, Moreira não se pronunciou. Em nota, a Caixa disse cooperar de forma “irrestrita” com as autoridades.

Fonte  : noticiasaominuto

Direitos Reservados © 2020 De Fato Rondônia, Por Anderson Leviski

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
WhatsApp Fale via: WhatsApp