Connect with us

Rondônia

Lei do farol baixo já aplicou mais de R$ 255 mil em multas este ano em Rondônia

Publicado

on

Nos primeiros meses desse ano, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) autuou e multou 1.966 motoristas por descumprimento da Lei do farol baixo. Segundo dados da PRF, das autuações, 156 foram realizadas com abordagem, e a maioria, 1.810 sem abordagem. “Os agentes estão nas rodovias observando o fluxo e autuando os veículos que transitam sem o farol ligado”, completou o inspetor Alair Saraiva, chefe de delegacia do posto do quilômetro 14 da BR-364, em Porto Velho.

A multa pela infração é de R$ 130,16, o que significa que apenas no três primeiros deste ano já foram aplicados R$ 255.894,56 em multas. A lei entrou em vigor em 8 de julho de 2016, mas a fiscalização pela PRF foi suspensa pela Justiça e retornou em outubro com critérios de que as rodovias de perímetro urbano deveriam ser sinalizadas em toda a sua extensão, identificando-as como vias federais.

Sem exigência

O inspetor Saraiva explica que, a partir de então, no perímetro urbano da BR-364 que corresponde da Vila Princesa até a Faculdade Faro, e na BR-319, que compreende as Avenidas Jorge Teixeira e Imigrantes, a fiscalização para a Lei do Farol Baixo não existe e não há obrigatoriedade em circular com as luzes ligadas durante o dia nesses trechos.

“Em todas as áreas rurais, a fiscalização tem sido atuante, embora percebamos que ainda há resistência por parte dos motoristas que negligenciam a lei. O processo educativo ainda não está alcançando, mas os resultados quanto ao uso do farol baixo já são positivos, refletindo diretamente na queda dos índices de acidentes de colisão frontal. A visualização para motociclistas fica mais clara, e até animais silvestres fogem da pista quando avistam a luminosidade do farol”, declarou o inspetor.

Para substituir o farol baixo, são aceitos os Dispositivos de Rodagem Diurna (DRL), que já vem instalados em alguns veículos mais modernos. Ao acionar o motor do veículo que possui DRL, são ligados automaticamente. À noite, ao ligar o farol, os dispositivos também desligam automaticamente, o que facilita a vida do condutor.

Saraiva diz ainda que o mais importante é a conscientização popular sobre o uso do farol baixo e cumprimento da lei. “O que vale é ressaltar aos condutores que o cumprimento da lei salva vidas, evita acidentes e facilita o trânsito nas rodovias. Nós estamos com uma mudança no sistema, e a divulgação dos índices de acidentes deste ano está comprometida em razão da migração do sistema nacional BR Brasil (antigo), para o NOVOBAT, mas a redução nos últimos três meses de 2016 foi de 2%”, finalizou.

Fonte: rondoniagora

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Direitos Reservados © 2020 De Fato Rondônia, Por Anderson Leviski

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
WhatsApp Fale via: WhatsApp