Connect with us

Esporte

Juiz que errou em expulsão de Gabriel, do Corinthians, é suspenso pelo TJD

Publicado

on

Thiago Duarte Peixoto pega gancho de 60 dias por mostrar (e manter) vermelho para jogador errado; clima entre árbitro e advogado do Timão esquenta após julgamento

Pivô das polêmicas no último clássico entre Corinthians e Palmeiras, quando errou na expulsão do volante corintiano Gabriel (veja o lance acima), o árbitro Thiago Duarte Peixoto foi suspenso por 60 dias pelo Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo, em julgamento realizado nesta segunda-feira, na sede da Federação Paulista de Futebol. No mesmo julgamento, o TJD anulou os cartões amarelo e vermelho para o jogador alvinegro.

No lance, o volante corintiano Maycon puxou o palmeirense Keno. O juiz se confundiu e expulsão Gabriel, que nem participou da jogada.

Em seu depoimento, Thiago Peixoto afirmou que em nenhum momento seus auxiliares o avisaram que Gabriel não havia puxado Keno. Há imagens mostrando o quarto árbitro dizendo que não havia sido o volante que cometeu a falta, mas, segundo Thiago, seu colega estava se referindo ao carrinho que o corintiano Pablo deu na sequência, cortando a bola.

joão zanforlin thiago duarte peixoto corinthians (Foto: Carlos Augusto Ferrari)Zanforlin (de terno escuro) discursa na frente de Thiago Peixoto (Foto: Carlos Augusto Ferrari)

O juiz disse que questionou os assistentes e eles não tinham certeza sobre o lance.

– Em nenhum momento alguém chegou para mim e disse que não foi o Gabriel. Se falasse, eu  poderia voltar atrás ou não.

Thiago diz que o lance foi rápido e se preocupou com o carrinho de Pablo. Quando voltou para dar cartão em quem puxou Keno, Gabriel estava à sua frente. Maycon já tinha saído do lance. Ele, então, se confundiu.

– Assumo que foi um erro. Não é um problema para mim (assumir). Em nenhum momento quis isso.

Logo após o depoimento do árbitro, foi a vez do advogado do Corinthians, João Zanforlin, se manifestar e exigir a punição. Ele foi duro em suas críticas.

– Dizem por aí que o senhor (Thiago) tem o nariz empinado. Persistir no erro é burrice. Você está muito muito mal orientado –  disse Zanforlin a Thiago Duarte.

Após o julgamento, Thiago Duarte Peixoto deixou a sala sem conceder entrevistas e se encaminhou para o elevador. Antes de entrar, ele viu Zanforlin. O clima esquentou:

– Preciso falar com o senhor… – disse o árbitro.

Antes que ele pudesse esticar a conversa, seus acompanhantes (um advogado e um representante do sindicato do árbitros de São Paulo) o puxaram para dentro do elevador.

– O que é que ele está falando aí? – questionou o advogado corintiano, que continuou:

– Você poderia ter sido mais humilde (e reconhecer o erro)…

O juiz entrou respondeu:

– Eu sou humilde…

A porta então se fechou evitando uma discussão mais ríspida.

Fonte: globoesporte

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Direitos Reservados © 2020 De Fato Rondônia, Por Anderson Leviski

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
WhatsApp Fale via: WhatsApp