Connect with us

Carnaval 2017

Carnaval do Rio – 2º dia do grupo especial

Publicado

on

Portela e Mangueira foram os destaques positivos na segunda noite de desfiles no Rio, com enredos sobre a força das águas e a fé do brasileiro. Mas a segunda-feira também ficou marcada por um acidente que deixou ao menos 12 feridos, sendo 2 em estado grave, no desfile da Unidos da Tijuca. Parte da estrutura da alegoria de um carro cedeu e atingiu integrantes. Outras escolas tiveram problemas: um carro da União da Ilha ficou preso e causou buracos no desfile. Uma mulher caiu do alto de um carro da Mocidade, mas não teve ferimentos graves. Além delas, a São Clemente também desfilou, buscando título inédito.

UNIÃO DA ILHA

AIlha abriu o segundo dia do Grupo Especial levando o candomblé para a Sapucaí, com foco na cultura dos bantos de Angola. Apesar do bonito desfile, a escola pode perder pontos em evolução, porque teve problemas mecânicos com seu quinto carro. Ele ficou “preso” várias vezes na Sapucaí e fez com que a escola ficasse com grandes “buracos” na segunda metade de desfile. Saiba mais sobre o desfile da União da Ilha.

SÃO CLEMENTE

No terceiro carnaval de Rosa Magalhães na São Clemente, a carnavalesca que tem o maior número de títulos da Sapucaí contou a história de um grande baile na Corte de Luís XIV, o Rei Sol, oferecido pelo então ministro do tesouro, Nicolas Fouquet. O castelo, as roupas dos nobres, os músicos e até os talheres da festança que ocorreu em fevereiro de 1653 no palácio Vaux-le-Vicomte foram reproduzidos na avenida. A escola de Botafogo busca o título inédito no Grupo Especial. A São Clemente fez um desfile leve e colorido, que preferiu apostar no tom lúdico em vez de reproduzir a opulência da nobreza francesa. Saiba mais sobre o desfile da São Clemente.

MOCIDADE

AMocidade Independente de Padre Miguel ignorou os 7 mil km que separam Brasil e Marrocos para aproximar a Sapucaí das tradições de Marrakesh, em cima do tapete de Alladin ou no barco de Simbad, personagens de “As Mil e Uma Noite” que ajudaram a levar o colorido mágico e luxuoso do Oriente para a avenida. O público foi ao delírio com a comissão de frente, que colocou no céu um tapete voador e homens vestidos de beduíno que carregavam cestos de onde saíam odaliscas. Saiba mais sobre o desfile da Mocidade.

UNIDOS DA TIJUCA

Unidos da Tijuca viveu momentos dramáticos assim que pisou na Sapucaí, no quarto desfile da noite desta segunda-feira (28) do Grupo Especial do Rio. O topo do segundo carro cedeu, e integrantes da escola ficaram presos na estrutura. Os bombeiros mandaram parar o carro e entraram na alegoria para socorrer os feridos. Por causa do acidente, a Tijuca parou com menos de 10 minutos na avenida. Ao todo, 12 pessoas ficaram feridas – cinco delas precisaram ser transferidas para hospitais, duas em estado grave. A Tijuca ficou praticamente parada por cerca de meia hora. As alas tiveram que desviar da alegoria no início da Sapucaí para poder entrar na avenida e seguir com o desfile. Saiba mais sobre o desfile da Unidos da Tijuca.

PORTELA

Após o drama da Tijuca, a Portela passou como um rio pela Sapucaí, no penúltimo desfile do Grupo Especial. No segundo ano do carnavalesco Paulo Barros na escola, ela apresentou as histórias e mitos da água doce na tentativa de quebrar o amargo jejum de 33 anos sem títulos. A comissão de frente representou a piracema, com componentes vestidos como peixes nadando em direção à nascente. Um dos carros trocou os tons de azul pelo marrom, para recordar o Rio Doce e o desastre ambiental de Mariana em novembro de 2015. Carros e fantasias jogaram água pela Sapucaí..Saiba mais sobre o desfile da Portela.

MANGUEIRA

AEstação Primeira de Mangueira encerrou o segundo dia de desfiles na Sapuca cantando para os diferentes santos e orixás das religiões brasileiras em busca do bicampeonato no grupo especial. A verde e rosa fez uma procissão de cores e sons para mostrar todas as misturas e o sincretismo da espiritualidade do país. Um carro chegou a ter um problema em uma das rodas que deixou um grande buraco em seu desfile, mas a escola fechou sua participação a tempo. Saiba mais sobre o desfile da Mangueira.

CRÉDITOS:

Fotos: G1 / Alexandre Durão, Rodrigo Gorosito, Marcelo Brandt

Fonte: G1

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Direitos Reservados © 2020 De Fato Rondônia, Por Anderson Leviski

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
WhatsApp Fale via: WhatsApp