Connect with us

Mundo

Rondônia lidera ranking nacional com 95 mil propriedades rurais cadastradas

Publicado

on

As propriedades que desmataram além do limite legal para criação de gado ou plantação de lavouras, terão que fazer a recomposição da área

Rondônia lidera ranking nacional com 95 mil propriedades rurais cadastradas

À frente de todos os estados brasileiros na execução do processo de implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR), o Estado de Rondônia já realizou, até agora, o cadastramento de 95 mil propriedades rurais, tornando-as aptas a se inscreverem e usufruírem dos benefícios do Programa de Regularização Ambiental (PRA), que garante, entre outros, acesso ao crédito rural, que passou a ser exigência de todas as instituições financeiras.

De acordo com o engenheiro agrícola Arquimedes Ernesto Longo, coordenador de Monitoramento da Secretaria de Desenvolvimento Ambiental (Sedam), a meta de Rondônia até dezembro de 2017 (prazo final) é cadastrar 120 mil imóveis rurais, que cobrem uma extensão territorial dentro do estado de pouco mais de 14,5 milhões de hectares, o que, em sua opinião, será possível de ser atingida tendo em vista o envolvimento do governo, que está dotando a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam) dos melhores recursos de Tecnologia da Informação (TI) para agilizar o processo, inclusive a análise, que passará a ser via internet.

O engenheiro informou que assim como Rondônia, os Estados do Acre e Pará desfrutam também do privilégio de estarem adiantados e cumprindo suas respectivas metas com o CAR.

Segundo ele, não há dificuldades no processo de regularização que é exigido por lei, e para facilitar sua execução, a Sedam estabeleceu um cronograma de atendimento ao produtor, com a execução sistemática de cada fase do procedimento, começando pelo cadastro propriamente dito da propriedade, sua análise (requerimento), a notificação do passivo (em caso de desmatamento além do limite legal) para recomposição e requerimento de adesão ao PRA, que é concluído com a assinatura do Termo de Compromisso.

R$ 35 MILHÕES

Considerando a importância do cadastramento das propriedades rurais do País, o ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, anunciou na última semana a liberação de 10 milhões de euros (R$ 35 milhões), garantidos pelo Banco de Desenvolvimento Alemão (KFW), para a execução do CAR e sua continuidade por meio do PRA, com a participação da Caixa Econômica Federal (CEF) como agente financeiro no Brasil, responsável pelo contrato. Segundo o ministro, este é um significativo reforço ao programa, que financeiramente será gerenciado pela CEF, inclusive para facilitar a relação com os pequenos proprietários rurais.

Ele explicou que os 10 milhões de euros resultantes do Termo Aditivo assinado com o KFW serão investidos na capacitação dos funcionários dos órgãos estaduais de meio ambiente (secretarias) e na estruturação, acompanhamento e celeridade da análise dos dados a ser feitos pelos estados, com prioridade, também, para financiar as medidas que visam à recomposição de áreas degradadas dos imóveis que possuem passivos ambientais a ser regularizados.

Para Arquimedes Longo, toda medida que apoie as inciativas de proteção ambiental são muito bem-vindas. Segundo ele, a implantação do CAR é peça-chave na proteção e uso sustentável das florestas tropicais, e a posição do governo estadual é de que o cadastramento em curso contribua para a redução contínua das taxas de desmatamento em Rondônia e na Amazônia de modo geral, o que é objetivo de todos e também do banco alemão que financia parte do programa.
Fonte:SECOM

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Direitos Reservados © 2020 De Fato Rondônia, Por Anderson Leviski

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
WhatsApp Fale via: WhatsApp