Connect with us

Política

Senador Acir Gurgacz (PDT-RO) pede licença e suplente toma posse

Publicado

on

Ao G1, Gurgacz disse que vai se dedicar a campanhas municipais em RO.
Suplente Gilberto Piselo tomou posse no Senado em sessão nesta quinta.

O senador Acir Gurgacz (PDT-RO) solicitou nesta quinta-feira (8) ao Senado licença das atividades parlamentares por 120 dias. Gurgacz pediu o afastamento para poder dar apoio a campanhas de candidatos do PDT nas eleições municipais em Rondônia.

“Eu vou para o estado [Rondônia] fazer campanha. Tenho vários candidatos a prefeito e vice-prefeito e eu assumi o compromisso de fazer campanha para eles. Então vou me dedicar agora a campanhas municipais”, afirmou Gurgacz ao G1.

No lugar do senador, assumiu o advogado Gilberto Piselo (PDT-RO), primeiro suplente de Gurgacz na chapa eleita em 2014 para o Senado. Piselo tomou posse em sessão plenária do Senado nesta quinta. À Justiça Eleitoral, o suplente de Gurgacz declarou ter patrimônio de R$ 3,1 milhões.

Impeachment
Acir Gurgacz chamou a atenção da imprensa ao, depois de votar a favor do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, declarar que, na sua opinião, a petista não havia cometido crime de responsabilidade.

“Foi uma decisão muito difícil mas importante para o nosso país. Eu entendo que não há crime de responsabilidade, mas falta governabilidade para a presidente voltar a governar o nosso país. A volta da presidente talvez causasse um problema ainda maior para a economia brasileira, que já não está bem”, declarou o parlamentar em vídeo divulgado em seu perfil no Facebook.

O episódio ganhou destaque porque, no julgamento do impeachment, os senadores deveriam avaliar se Dilma Rousseff cometeu crime de responsabilidade ao editar três decretos de crédito suplementar sem autorização do Congresso Nacional e ao praticar as chamadas “pedaladas fiscais” – atrasos de repasses da União ao Banco do Brasil para pagamento de subsídios agrícolas do Plano Safra.

Por 61 votos a 20, o Senado condenou Dilma Rousseff e a petista teve o mandato presidencial cassado.

Fonte: G1

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Direitos Reservados © 2020 De Fato Rondônia, Por Anderson Leviski

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
WhatsApp Fale via: WhatsApp