Connect with us

Esporte

Brasil atropela a China e começa com o pé direito a busca pelo ouro no futebol feminino

Publicado

on

Time comandado por Vadão tem paciência, supera a retranca asiática e Marta deixa o campo ovacionada.

RESUMÃO

  • O JOGO – 

  • O Brasil começou com o pé direito a busca pela inédita medalha de ouro no torneio de futebol feminino dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Nesta quarta-feira, no Engenhão, a equipe comandada por Vadão venceu por 3 a 0 a China em partida válida pelo Grupo E. Os gols do jogo foram marcados por Mônica, Andressa Alves e Cristiane. Marta, que deu assistência para o segundo gol brasileiro, foi substituída e deixou o gramado ovacionada pelo público.

     
  • PRIMEIRO TEMPOO Brasil precisou de paciência para furar o bloqueio da China no primeiro tempo. Em boa parte do jogo, a equipe asiática colocava 11 jogadoras atrás da linha da bola. O time de Vadão tentou as investidas pelo meio, mas não dava resultado. Na sequência, quando começou a abrir as jogadas pelos lados do campo, a situação melhorou. A pressão aumentou e o gol ficou mais perto. Ele saiu aos 34 minutos, quando Marta levantou na área, a goleira saiu mal, a zaga errou e a bola sobrou para Mônica, que meteu a cabeça na bola e abriu o placar. Para se ter uma ideia da pressão, a seleção brasileira teve 65% de posse de bola, nove escanteios e 12 finalizações.

     
  • SEGUNDO TEMPOCom o placar favorável, e um peso a menos nas costas, a seleção brasileira se soltou mais no segundo tempo. Ganhou espaço no campo, deixou as chinesas se enrolarem com seus próprios erros, fez mais dois gols e poderia ter deixado o Engenhão com um placar ainda mais elástico. Destaque para a entrada de Andressinha, que no primeiro toque na bola encontrou Marta livre pela direita. A camisa 10 dominou com habilidade e rolou para Andressa Alves ampliar. Também saiu dos pés de Andressinha a cobrança de falta que foi desviada por Cristiane para fechar o placar.

  • MELHOR DO QUE NEYMARA rainha Marta não fez uma partida brilhante. Mas em um domínio de bola e um toque genial, ela deixou Andressa Alves na cara do gol para estufar a rede. Deixou o gramado com dores na perna direita e teve de colocar uma bolsa de gelo no local. Após o segundo gol brasileiro, porém, parte da torcida no Engenhão chegou a cantar “Marta é melhor do que o Neymar”.

     
  • OPINIÃOPor  Cintia Barlem
    O Brasil foi com a proposta de jogo de adiantar a marcação e pressionar a China em seu campo. O método funcionou. Foram inúmeras chances de gol, muitas vezes pelos lados do campo com as boas atuações de Tamires e Fabiana, retornando de lesão. A seleção mostrou ainda que não tem dependência de Marta com variações de jogadas muitas vezes sem a participação da camisa 10. Mas ela tem seu diferencial também. Bastou um toque na bola para que Andressa Alves ficasse livre para marcar. A preocupação para adversárias mais fortes adiante é a quantidade de chances claras perdidas. Diante de rivais como Estados Unidos isso pode ser algo decisivo. Vale ressaltar ainda o fôlego do time. Em outros anos, a equipe morria na etapa complementar, diferentemente do visto nesta quarta-feira.

     
  • PÚBLICOO Engenhão não ficou lotado nesta quarta-feira, no primeiro evento oficial olímpico no Rio de Janeiro. Vale lembrar que a abertura oficial dos Jogos acontece nesta sexta-feira. Ao todo, 27,618 mil pessoas compareceram ao estádio e acompanharam a vitória da seleção brasileira sobre a China.

    Fonte: globoesporte
Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Direitos Reservados © 2020 De Fato Rondônia, Por Anderson Leviski

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
WhatsApp Fale via: WhatsApp