Connect with us

Esporte

FUTEBOL – Rondoniense bate Genus e fatura título estadual invicto

Publicado

on

O Rondoniense venceu na noite desta quarta-feira (06/07) o Genus por 1 a 0, no estádio Aluízio Ferreira, em Porto Velho, e faturou de forma antecipada e invicta o título do Campeonato Estadual 2016. O único gol da partida foi marcado pelo atacante Alesson.

A partida foi marcada por muito nervosismo entre as equipes, que ficaram ainda mais ‘pilhadas’ com os inúmeros cartões amarelos aplicados pelo árbitro Sidinei Pereira ainda no início da partida.

No segundo tempo, o atacante Alesson entrou no lugar de Pipa e, aos nove minutos, demonstrou oportunismo ao bater na saída do goleiro Tiago Rocha.

 

Com o resultado, o Rondoniense faturou o segundo turno e, como também havia vencido primeiro, garantiu o título antecipado do Estadual 2016. O Periquito também garante vaga na Copa Verde e Copa do Brasil em 2017.

Agora, o Rondoniense concentra-se no duelo do próximo domingo contra o Náutico-RR na Vila Olímpica Roberto Marinho, em Boa Vista. Já o Genus encara o Trem-AP, no estádio Aluízio Ferreira, em Porto Velho.

O Jogo – Antes da bola rolar, o Rondoniense perdeu o zagueiro João Paulo contundido. Com a bola rolando, as duas equipes entraram em campo muito nervosas, em uma partida que ficou marcada por muitas faltas e cartões. Quem chegou com perigo no início da partida foi o Periquito logo aos cinco minutos, Marco Aurélio cobrou falta com violência, mas o goleiro Tiago Rocha fez grande defesa.

Aos 15’, Júlio César cobrou escanteio, Luciano Mourão escorou a bola, que acertou a trave. Na sobra, Tcharlles, Pemaza e Vágner Leonardelli passaram do tempo da bola e perderam a chance de abrir o placar.

Aos 23 minutos, o jogo é paralisado após um apagão em duas torres de energia. A energia foi reestabelecida somente 16 minutos depois.

Aos 51 minutos, Wellington divide com Ronald Recife e provoca o rival. Como já tinha cartão amarelo, o jogador toma o segundo e é expulso da partida. Em seguida, o jogador se revolta e chega, inclusive, a desferir uma cusparada no árbitro.

Para a segunda etapa, o Rondoniense volta a campo mais organizado taticamente. Aos seis minutos, Fernandinho recebe na área e passa para Alesson, que erra o chute e perde uma chance incrível.

Mas, em sua segunda oportunidade, Alesson não desperdiçou. Aos nove minutos, a zaga do Genus marcou bobeira e Alesson entrou livre na área para abrir o placar para o Rondoniense. Os defensores do Aurigrená reclamaram de impedimento no lance com o assistente. No mesmo lance, o então expulso Wellington retornou a campo para tentar agredir o árbitro da partida, mas o policiamento foi eficaz agindo com spray de pimenta no atleta.

Com vantagem no placar, o Rondoniense passou a tentar administrar o resultado. Já o Genus tenta explorar as jogadas de velocidade com Tcharlles. Aos 30’, o atacante bateu cruzado, mas o goleiro Dida colocou para escanteio.

Aos 43’, Tcharlles recebeu livre dentro da área e balançou as redes, mas o árbitro Sidinei Pereira assinalou o impedimento. Após a marcação, a torcida do Genus se revoltou nas arquibancadas e começou a atirar objetos no campo, como: garrafas, pedaços de madeira e sinalizadores. Com o fato, o árbitro decidiu encerrar a partida.

Fonte: FUTEBOLDONORTE

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Direitos Reservados © 2020 De Fato Rondônia, Por Anderson Leviski

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
WhatsApp Fale via: WhatsApp