Connect with us

Esporte

Donatti se empolga com Fla e brinca ao lembrar de L. Fabiano: “Bom amigo”

Publicado

on

Expulso com atacante na final da Sul-Americana de 2012, zagueiro conta trajetória,
se impressiona com clube e quer estar à disposição contra o Botafogo no sábado.

Com o agente e mais dois argentinos na sala de imprensa para sua apresentação, Alejandro Donatti chegou com tudo ao Flamengo. Empolgado, o jogador de 29 anos compensou a falta de entendimento do português com bom humor e simplicidade a cada pergunta e resposta da coletiva de imprensa de cerca de 15 minutos. Apresentado pelo presidente Eduardo Bandeira de Mello como “o zagueiro prometido”, Donatti lembrou a trajetória de clubes pequenos até 2012, quando foi defender o Tigre na primeira divisão da Argentina, e deu explicação inusitada.

– Sempre fui muito família. Não podia me desapegar muito. Tive oportunidade de ir para a Itália no início da minha carreira, eu era bem novo. Ia para o Genova, assinar por cinco anos, mas logo voltei. Fui sozinho, garoto, mas quis voltar – lembrou o jogador.

Ao contar um pouco da carreira, Donatti lembrou a final da Sul-Americana de 2012 contra o São Paulo. Ele era jogador do Tigre e se envolveu em confusão com Luis Fabiano, o então polêmico atacante são-paulino. Os dois foram expulsos. Ao lembrar do jogo, Donatti sorriu e completou ao ouvir o nome de Luis Fabiano:

– Um bom amigo – divertiu-se.

O interesse do Fla no jogador começou em janeiro. Próximo de completar 30 anos – em 26 de outubro -, ele é o grande investimento do setor para os próximos três anos, tempo de seu contrato. Ele comentou que vinha conversando com Mancuello desde que soube do interesse do Flamengo e que só ouviu coisas boas do clube. Bem à vontade, o argentino ainda fez questão de tirar uma foto para guardar de recordação ao lado dos amigos alguns minutos depois da coletiva de imprensa.

Donatti apresentação Flamengo (Foto: Raphael Zarko)Alto, de 1,92m, Donatti foi apresentado pelo presidente Bandeira de Mello: vai vestir número 25 (Foto: Raphael Zarko)

Apesar da disposição de Donatti, ele só deve estar à disposição – regularizado e inscrito no Brasileiro – para o clássico do próximo fim de semana contra o Botafogo. O que é um bom sinal. Ele tem bom histórico em clássicos na Argentina. No Rosario, marcou época ao lado de Javier Pinola, zagueiro com passagem pela seleção argentina. Donatti esteve presente em cinco duelos consecutivos de vitória sobre o Newell´s Old Boys, o grande rival da cidade.

O zagueiro assinou contrato de três anos de duração, com opção de renovação por mais um. O Flamengo comprou 100% de seus direitos econômicos pagando cerca de R$ 5 milhões ao Rosario Central, da Argentina, clube que Donatti defendia desde 2013.

Confira um pouco mais da coletiva de imprensa de Donatti:

Dicas com Mancu
Falei com Mancuello há seis meses da possibilidade de vir jogar no Flamengo. Perguntava como era o clube. Até quatro dias atrás falei com ele. Ele disse que era uma maravilha de clube, um clube impressionante. Agora a vontade é mostrar dentro de campo meu futebol e ajudar ao máximo o Flamengo.

Impressões do time

Estou vendo partidas. É um pouco diferente do futebol argentino, mas estou muito bem. É tratar de deixar o melhor em campo, ajudar os companheiros. Que o clube possa ganhar o campeonato e as coisas possam se sair bem.

“Me encanta”

Com certeza me encanta a torcida, é a maior do mundo. Vim para desfrutar das coisas lindas do futebol brasileiro.

Disputa na defesa

Os jogadores já estão fazendo um grande trabalho, se sacrificando no dia a dia. Vim ajudar, somar. Depois, é o técnico que decide quem está melhor. Quero estar bem o quanto antes para competir. Mas são jogadores impressionantes. Na verdade, estou muito contente pelos companheiros e pelo grupo. É uma defesa que ajuda bastante. Vamos nos completar bem.

Liderança

Quem sabe não assumo esse papel. Há muitos líderes aqui. Há Paolo Guerrero. Cada um vai mostrar o melhor de si. É um grupo unido, então creio que todos vão ajudar um pouco.

Diferenças futebol argentino e brasileiro

Aqui é mais rápido, se dribla muito. No futebol argentino tem mais pausa, tem mais a bola. Foi grande o esforço para vir aqui. Estou mentalizado para dar o melhor e ajudar o Flamengo.

Estreia?

Minha última partida foi há bastante tempo (19 de maio contra o Nacional de Medellín, pela Libertadores). Para jogar, creio que contra o Botafogo, vou tentar acelerar os trabalhos. Mas isso vamos ver. Vou tratar de estar à disposição contra o Botafogo, depois vamos ver o que diz o técnico.

Joga dos dois lados

Em qualquer lado da zaga me sinto bem, tanto na esquerda quanto na direita. Sobre minhas características, todos já viram em vídeo. Trato de deixar tudo dentro de campo.

Experiência fora da Argentina

Sempre fui muito família, não podia me desapegar. Assinei contrato de 5 anos com o Genoa, mas voltei. Fui sozinho, era garoto. Passei por Rosario, San Lorenzo, Boca Unidos, clubes perto da minha casa, depois Tigre. Joguei a final da Sul-Americana contra o São Paulo.

Fama de goleador

Sempre tive essa característica. Trato de ir à área contrária. Mas o principal é tratar de defender. É o mais importante.

Fonte: globoesporte

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Direitos Reservados © 2020 De Fato Rondônia, Por Anderson Leviski

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
WhatsApp Fale via: WhatsApp