Connect with us

Novelas

Polícia Militar continua buscas por suspeitos de matarem o PM Canela em Campo Novo

Publicado

on

policia-militar-continua-buscas-por-suspeitos-de-matarem-o-pm-canela-em-campo-novo500x281_85915aicitono_1amggbjkr1iij47d10qt1clc1r7gaDesde a morte do policial militar Rodinei Aberto Canela, de 35 anos, durante a madrugada do último domingo (26), o grupamento da PM em Campo Novo de Rondônia está fazendo diversas buscas para prender os acusados de matá-lo.

Segundo informações do comandante do grupamento na cidade, sargento Daniel, as buscas concentram-se em localizar os três principais suspeitos de cometerem o assassinato do PM Canela, que são parentes: Josimar, José Pedro Ferreira Castro de Souza Lima, de apenas 21 anos, e um menor de idade, com a sigla do nome M.J. “Estamos desde o dia do crime com todo o efetivo do GP em situação de buscas. Toda a informação que chega é averiguada. Já estivemos em vários endereços, no garimpo Massangana, próximo a Monte Negro. Também estivemos na região do garimpo do Amorim, ou seja, tudo que chega a gente faz a checagem. Estamos fazendo um cerco, mas se não conseguimos pegar, acredito que eles se entreguem entre hoje [quarta-feira] e amanhã [quinta-feira], porquê o trabalho que a gente está fazendo é grande”, afirmou o sargento.

O sargento Daniel pediu a colaboração da sociedade para que ajude a encontrar o trio de criminosos, que até o momento, estão foragidos. Quem tiver qualquer informação, pode entrar em contato por telefone e não precisa se identificar. “São três parentes: é o Josimar, José Pedro e o M.J., que é menor de idade. Estão foragidos, mas se a população tiver algum indício, podem passar pra gente ou falar para eles se entregarem, porquê a gente não vai parar de procurar. Os telefones para nos procurarem pode ser o 190 ou o 3239-2093, que é o direto do quartel. Ainda tem o 98446-6089, que é o da viatura. A gente destaca que ao ligar, não precisa se identificar”, encerrou ele.

Crime

O soldado PM Rodinei Alberto Canela, de 35 anos, lotado em Campo Novo de Rondônia, cidade distante 105 km de Ariquemes, foi vítima de homicídio durante a madrugada do domingo (26). De acordo com as primeiras informações apontam que o militar estava à paisana em um arraial de idosos, acompanhado da esposa, sendo que o suspeito identificado como José Pedro se aproximou e chamou a sua esposa para dançar, a mulher se recusou e a partir de então José Pedro passou a assediá-la, o PM pediu para que o suspeito fosse embora, neste momento o suspeito jogou um copo de bebida no policial e o empurrou iniciando uma discussão.

Em ato contínuo, gerou-se uma briga, e o policial foi jogado ao chão e agredido covardemente por três infratores que estavam na companhia do agressor, sendo que José Pedro ao ver a arma do policial na região de sua cintura a subtraiu e lhe desferiu um disparo.

O tiro atingiu a região da cabeça do militar e foi mortal. Ele foi levado ao hospital, mas já estava sem sinais vitais. Os PMs companheiros de serviço chegaram no local imediatamente, e conseguiu reaver o armamento que do PM que foi jogado dentro de um quintal. Pelo menos seis pessoas participaram do ato que levou a morte do PM.

Por volta das 04 da manhã do domingo um dos elementos foi capturado, sendo identificado como Cristiano, este já tem passagem e assina no semi-aberto. O acusado não informou o paradeiro dos outros elementos, que são irmãos. Várias viaturas estão em Campo Novo para prestar apoio e capturar os dois irmãos, sendo que o nome do que desferiu o disparo é Zé Pedro.

Fonte:RONDONIAVIP

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Direitos Reservados © 2020 De Fato Rondônia, Por Anderson Leviski

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
WhatsApp Fale via: WhatsApp