Connect with us

Plantão Jogo Aberto

Saiba como transferir pontos da CNH sem cair na “malha fina” do Detran

Publicado

on

Motoristas que fraudarem transferência correm risco de pegar até cinco anos de prisão; veja outras dúvidas sobre o tema.

Uma das grandes preocupações dos motoristas, principalmente aqueles que acabaram de tirar sua primeira habilitação, é evitar as multas. Não só pelo valor das infrações ser alto, mas também porque o acúmulo de pontos na CNH pode causar suspensão do direito de dirigir.

Mesmo assim, muita gente não entende como funciona o esquema de pontuação na CNH. Além disso, muitos motoristas aproveitam a possibilidade de transferência de pontos entre habilitações para tentarem se livrar de infrações que cometeram – mas não sabem que isso é, na verdade, crime, e pode dar até cinco anos de prisão.

Na lista abaixo, o iG responde cinco dúvidas sobre o tema:

1 – Como funciona a pontuação na CNH?
Cada infração cometida pelo motorista adiciona à sua CNH um determinado número de pontos, que varia entre três e sete por infração. Cada infração vale por um ano, ou seja, os pontos atribuídos a ela perdem a eficácia 12 meses após a data de notificação, mas eles seguem registrados no nome do condutor por mais três anos. Se o motorista acumular 20 pontos em um período de um ano, ele tem sua CNH suspensa. Para voltar a dirigir, o condutor precisa fazer um curso de reciclagem.

2 – Como consultar os pontos de uma CNH?
Para os paulistas, é possível consultar os pontos da CNH por meio do site do Detran.SP. O motorista deve se cadastrar no portal e fornecer o número de seu registro e a data de nascimento.

3 – É possível recorrer dos pontos de uma multa?
Para recorrer de uma multa e evitar que os pontos sejam creditados em sua CNH, o motorista deve primeiro identificar qual foi o órgão que aplicou a infração para então pedir a revisão. O recurso deve questionar o motivo e o mérito da infração e, se aprovado, faz com que os pontos não sejam aplicados à CNH e o valor da multa não seja pago.

4 – Como funciona a transferência de pontos entre CNHs?
Em multas que não são aplicadas diretamente ao motorista – por exemplo, carros de empresas -, os pontos são creditados à CNH do dono do veículo infrator. Nesses casos, é possível transferir pontos entre carteiras de habilitação. Ou seja, o dono do veículo pode passar os pontos que foram creditados à sua CNH ao verdadeiro infrator, aquele que estava conduzindo o veículo no momento da infração.

Para isso, é necessário preencher um formulário de Declaração de Indicação do Condutor Infrator e apresentá-lo ao órgão competente junto com uma cópia da CNH do condutor infrator e um documento legível que comprove a assinatura do condutor infrator. Os documentos serão analisados pelo órgão e a multa transferida ao verdadeiro infrator.

No estado de São Paulo, todo o processo pode ser realizado pelo site do Detran.

5 – Qual é a punição para fraude na transferência de pontos entre CNHs?
Fraude na transferência de pontos entre CNHs é considerado crime de falsidade ideológica, de acordo com o artigo 299 do Código Penal. Quem assume os pontos sem ser o real infrator pode ser penalizado com reclusão de até cinco anos e multa.

Fonte: IG

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Direitos Reservados © 2020 De Fato Rondônia, Por Anderson Leviski

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
WhatsApp Fale via: WhatsApp