Connect with us

Esporte

Após sequência ruim, Luxemburgo deixa o comando do Tianjin Quanjian

Publicado

on

Derrota na última sexta leva clube a afastar brasileiro do cargo de treinador e procurar novo nome. Negociação agora é para o pagamento da multa de R$ 26,9 milhões.

Chegou ao fim a passagem de Vanderlei Luxemburgo pelo futebol chinês. Após nova derrota do Tianjin Quanjian na sexta-feira – a quarta na segunda divisão da China -, o treinador, que já balançava no cargo durante as últimas semanas, não comanda mais a equipe dos brasileiros Jadson, Geuvânio e Luís Fabiano. A negociação agora é para definir como será o processo de saída de Luxa. Nova reunião está marcada para esta segunda-feira.

Vanderlei Luxemburgo Tianjin Quanjian (Foto: Reprodução)Vanderlei Luxemburgo deixa o comando do Tianjin Quanjian (Foto: Reprodução)

Segundo o GloboEsporte.com apurou, a decisão foi tomada pelo presidente Shu Yuhui na manhã deste domingo (noite na China), após reunião com Luxemburgo. O substituto do brasileiro seria um chinês, já definido pela diretoria do clube.

Entretanto, as conversas entre Luxa e os dirigentes chineses continuam. O assunto é a multa rescisória. O contrato é de € 11,5 milhões (cerca de R$ 46,1 milhões) válido por um ano, renovável por mais dois. Em caso de demissão, o treinador levaria € 6,7 milhões (aproximadamente R$ 26,9 milhões), referente à multa. Afastado do cargo, o brasileiro não pedirá demissão, já que também seria obrigado a desembolsar o mesmo valor.

Vanderlei Luxemburgo deixou o Cruzeiro no dia 31 de agosto e acertou com o Tianjin Quanjian no fim de 2015, assumindo a equipe no início da atual temporada, com a missão de levar ao clube ao grupo de elite do futebol chinês. Com 12 profissionais ao lado e trio brasileiro contratado, a realidade foi bem diferente.

O treinador deixa o time na oitava posição na segunda divisão, com 16 pontos em 12 jogos – quatro vitórias, quatro empates e quatro derrotas. Além dos tropeços em campo, atritos entre treinador e dirigentes chineses tornaram o clima insustentável.

Fonte: Globoesporte

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Direitos Reservados © 2020 De Fato Rondônia, Por Anderson Leviski

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
WhatsApp Fale via: WhatsApp