Connect with us

Destaque

Funcionária de escola é presa por tráfico de drogas em Cacoal

Publicado

on

Esposo dela e o filho também foram apresentados na delegacia local.
Diretor da escola garante que nenhum aluno foi aliciado pela mulher.

Uma inspetora de pátio, de 57 anos, que trabalha em uma escola estadual de Cacoal (RO), foi presa na segunda-feira (23) suspeita de tráfico de drogas. A mulher foi detida na residência onde mora, no Bairro do Incra, após a Polícia Militar (PM) cumprir um mandado de busca e apreensão expedido pela Justiça. Além da mulher, o esposo dela de 29 anos e o filho, de 24, foram apresentados na delegacia.

Conforme a polícia, quando os agentes chegaram na casa a mulher negou que houvesse qualquer tipo de produto ilícito no local, porém durante a busca foram encontradas pasta base de cocaína já preparada para o comércio. Os policiais também acharam 12 aparelhos celulares sem documentação, tablet e câmera de fotos, além de um simulacro de uma espingarda, produzida com coronha de madeira e cano de ferro.

Após ser informada que todos os moradores da residência seriam encaminhados para a delegacia e responderiam pelo crime de tráfico, a mulher tomou toda a responsabilidade para si, dizendo aos policias que era responsável pela fabricação e comercialização da droga.

A suspeita relatou ainda que já havia sido presa pelo mesmo crime em 2001, mas quando os policiais lhe disseram que iriam gravar a confissão, ela não concordou. Os três envolvidos foram apresentados na delegacia, onde ficaram à disposição da Justiça.

Trabalho
Segundo a PM, a mulher era responsável pela fiscalização de um pátio escolar, onde estudam alunos com idade entre 5 e 15 anos. De acordo com o diretor da instituição, que não quis se identificar, a funcionária foi lotada na instituição há quatro meses e sempre cumpriu com as obrigações profissionais.

“Ela nunca levantou nenhum tipo de suspeitas em relação a sua conduta. Tratava todos os alunos e funcionários muito bem e posso garantir que dentro da escola, nunca tentou aliciar aluno. Os pais podem ficar tranquilos”, disse.

Fonte: G1

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Direitos Reservados © 2020 De Fato Rondônia, Por Anderson Leviski

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
WhatsApp Fale via: WhatsApp