Esporte

Semana decisiva: Palmeiras espera proposta oficial para vender Dudu ao Catar

Al Duhail quer pagar pelo menos R$ 80 milhões; fora de campo, atacante é acusado de agressão à ex-esposa

O Palmeiras abre a semana da mesma maneira que terminou a anterior: à espera da proposta oficial do Al Duhail, do Catar, por Dudu. O time do Oriente Médio pretende oferecer 13 milhões de euros (algo em torno de R$ 80 milhões) para levar o atacante.

A tendência é que o Al Duhail inclua também bônus futuros que podem elevar a proposta final para pelo menos 15 milhões de euros. Apesar da demora na oficialização da oferta, o Verdão admite, nos bastidores, que a transferência pode ser concluída nos próximos dias e que é muito difícil segurar o jogador.

A vontade do jogador deve ser determinante para o acerto. Além disso, a diretoria, nas vezes que Dudu foi alvo do futebol turco e chinês e conseguiu segurá-lo, prometeu liberar quando a proposta fosse o dobro do que o Verdão pagou pelo atacante em 2015: 6 milhões de euros.

Dudu na chegada do Palmeiras em Orlando para o Torneio da Flórida, no começo deste ano — Foto: Igor Castro/Florida Cup

Dudu na chegada do Palmeiras em Orlando para o Torneio da Flórida, no começo deste ano — Foto: Igor Castro/Florida Cup

Paralelamente à negociação com o Al Duhail, Dudu é acusado de agressão pela ex-esposa. Na semana passada, houve os primeiros depoimentos de testemunhas da confusão.

Na terça-feira, o atacante foi liberado dos testes na Academia de Futebol para prestar esclarecimentos em uma delegacia. Nos outros dias, não houve confirmação por parte do clube – nem registro de imagens – de que o atleta participou dos trabalhos em campo ao lado dos companheiros.

Na sexta-feira, o GloboEsporte.com apurou que o jogador esteve mais uma vez na delegacia.

Destaque em três títulos nacionais recentes (dois brasileiros e uma Copa do Brasil), Dudu foi alvo de ofertas nos últimos anos. De 2017 para cá, a diretoria palmeirense rejeitou pelo menos três ofertas.

Em janeiro de 2019, o clube alviverde renovou com o atacante até o fim de 2023. Mas, desde a recusa de 15 milhões de euros do Shandong Luneng, em 2018, há uma promessa de aceitar a venda em caso de oferta de pelo menos o dobro do valor investido pelo Verdão na negociação com o Dinamo de Kiev.

O Palmeiras tem 100% dos direitos econômicos do camisa 7. Na época, o clube teve apoio financeiro da Crefisa, patrocinadora do clube, para pagar 50% da operação – cerca de R$ 10 milhões na época.

Sobre as acusações fora de campo envolvendo o atleta e sua ex-mulher, o Palmeiras se manifestou afirmando que vai aguardar as investigações, mas disse que o clube é contra qualquer ato que atente contra a dignidade humana, incluindo violência e injustiça.

Ge

Mostrar mais

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar
Fechar
WhatsApp Fale via: WhatsApp