Connect with us

agronegócios

Secretário de Agricultura vai compor comissão para combater doença Cancro cítrico

Publicado

on

O registro de um caso de Cancro Cítrico no município de São Francisco do Guaporé (RO) preocupou as autoridades do setor na região do Vale do Guaporé e Zona da Mata que se organizaram e promoveram uma reunião para discutir o tema na câmara de vereadores de Cacoal na última sexta-feira (20/09). Por determinação do prefeito Luiz Ademir Schock, “Luizão do Trento” o município de Rolim de Moura foi representado pelo secretário municipal de agricultura (Semagri) Dionísio Pereira Braga, “Goiaba”.

O titular da Semagri explicou que a reunião foi promovida pela Agência Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron) e da reunião se formou uma comissão que irá a Porto Velho para se reunir com deputados estaduais em busca da liberação de recursos para que seja realizada uma ação conjunta entre os órgãos para combater a doença que pode comprometer os pomares de frutas cítricas no estado. Dionísio Pereira Braga faz parte da comissão.

O cancro cítrico, é causado pela bactéria Xanthomonas citri subsp. citri, afeta todas as espécies e variedades de citros de importância comercial.
O secretário de Agricultura de Rolim de Moura explicou que a preocupação maior é o prejuízo comercial que a doença pode ocasionar especialmente para os produtores de Laranja. “Por isso praticamente todos os secretários de agricultura dos municípios dessas regiões se reuniram e todos saíram preocupados, pois para eliminar o cancro cítrico é necessário erradicar a planta (Arrancar e queimar) e fazer o mesmo procedimento com a rebrota. A área (talhão) onde o foco da doença foi encontrado fica temporariamente interditada, então queremos agir antes que se dissemine em Rondônia” explicou Goiaba. Ela ainda afirmou que há uma barreira em Vilhena para acompanhar a entrada de produtos cítricos no estado.

De acordo com informações do site Defesa Agropecuária A doença manifesta-se por lesões em folhas, frutos e ramos, e quando em altas severidades pode provocar a queda de frutos e folhas com sintomas.

SINTOMAS:

As lesões provocadas pelo cancro cítrico são salientes, o que não ocorre na maioria das outras doenças e pragas. Os primeiros sintomas aparecem nas folhas, e é nestas que se encontram em maior quantidade, em comparação com a presença de sintomas em frutos e ramos.: O primeiro sintoma visível é o aparecimento de pequenas lesões salientes, que surgem nos dois lados das folhas, sem deformá-las. As lesões aparecem na cor amarela e logo se tornam marrons. É a única doença conhecida com lesões salientes que aparecem dos dois lados da folha. Quando a doença está em estágio mais avançado, as lesões nas folhas ficam corticosas, com centro marrom e um anel amarelado em volta. Nos frutos, a doença se manifesta pelo surgimento de pequenas manchas amarelas, com um ponto marrom no centro, que aos poucos vão crescendo e podem ocupar grande parte da casca do fruto. As manchas são salientes, mais superficiais, parecidas com verrugas, de cor marrom no centro. Em estágio avançado, as lesões provocam o rompimento da casca.

Fonte:Assessoria

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Direitos Reservados © 2020 De Fato Rondônia, Por Anderson Leviski

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
WhatsApp Fale via: WhatsApp