Connect with us

Mundo

Com inflação de 700%, presidente da Venezuela aumenta salário mínimo em 40%

Publicado

on

Segundo uma previsão do FMI, a Venezuela fechará o ano de 2016 com uma inflação superior a 700%

Com inflação de 700%, presidente da Venezuela aumenta salário mínimo em 40%

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou nesta quinta-feira um aumento de 40% no salário mínimo dos trabalhadores. A notícia veio na véspera de uma greve geral convocada para esta sexta-feira pela oposição para pressionar pela saída de Maduro do poder.

Com a medida, o salário mínimo passa de 22.576 bolívares para 27.091 bolívares, algo em torno de 23 dólares ou 72 reais, de acordo com o câmbio não oficial. O adicional de alimentação ao qual os trabalhadores têm direito também aumentou e passou de 42.480 para 63.720 bolívares (52 dólares ou 163 reais), segundo o site venezuelano Tal Cual.

Funcionários públicos, membros das Forças Armadas, médicos, policiais e bombeiros receberam um aumento de somente 20% em suas tabelas salariais, segundo o anúncio de Maduro. O novo aumento será efetivado a partir de 1 de novembro. Este foi o quarto reajuste do salário mínimo anunciado pela Venezuela em 2016. O primeiro foi realizado em janeiro (52%), o segundo ocorreu em maio (35%) e o último foi implantado em setembro (93%).

Um aumento salarial de 40% não representa um crescimento real de poder de compra na Venezuela, uma vez que a inflação no país encontra-se em patamares elevadíssimos. Segundo uma previsão do Fundo Monetário Internacional (FMI) de julho, a Venezuela fechará o ano de 2016 com uma inflação superior a 700%.
Fonte:Veja

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Direitos Reservados © 2020 De Fato Rondônia, Por Anderson Leviski

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
WhatsApp Fale via: WhatsApp